Conferências

Peça ao Pai em Seu Nome, e Ele nos Recompensará – Introdução
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on skype
Share on email
Share on print

Descargas

Traduções

Peça ao Pai em Seu Nome, e Ele nos Recompensará – Introdução

Muito boa noite, amados irmãos e amigos presentes, e aqueles que estão através do satélite amazonas ou da internet, ministros e suas congregações, e também os ministros que nos visitam nesta ocasião. Que Deus os abençoe e os guarde, e nos fale a todos diretamente à nossa alma, e nos edifique e nos abra as Escrituras e o entendimento para compreender. No Nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.

É para mim um privilégio grande estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar com vocês alguns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus e Seu Programa correspondente a este tempo final.

A Escritura nos diz em São Mateus, capítulo 6, versículos 6 ao 8:

“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.”

Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entedê-la.

Nosso tema para o próximo domingo, primeiro Deus, é: “PEÇA AO PAI EM SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ”.

Esta noite tivemos a introdução que nos falou o missionário Miguel Bermúdez Marín, e teremos uns minutos mais de introdução ao tema do estudo bíblico do próximo domingo.

O Senhor Jesus Cristo nos fala de que na câmara secreta, e fechada a porta, oremos ao Pai em segredo; e Ele nos recompensará em público. Ou seja que nos ensina que oremos em nossos lares, em nosso quarto, fechada a porta, para que ninguém nos interrompa a comunhão; fechados, para que não conversemos com outras pessoas, mas que estejamos em conexão direta com Deus. Isto é na nossa parte como crentes em Cristo em nossos lares.

E na parte profética para a Igreja do Senhor Jesus Cristo é para o tempo final, assim como para cada tempo a era que corresponde a cada tempo; e sobretudo neste tempo final, no qual acontecerá algo muito importante, conforme São Lucas, capítulo 13, versículos 22 em diante. Diz:

“E percorria as cidades e as aldeias, ensinando, e caminhando para Jerusalém.

E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu:

Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.

Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois;

Então começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas.

E ele vos responderá: Digo-vos que não vos conheço nem sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniquidade.

Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, e Isaque, e Jacó, e todos os profetas no reino de Deus, e vós lançados fora.”

Ou seja que a Porta, que é Cristo…, que disse: “Eu sou a porta. Todo aquele que entrar por mim, salvar-se-á.” (São João, capítulo 10, versículo 9). E em São Mateus, capítulo 7, versículo 13 em diante, nos  diz, da Porta… 13 ao 14, diz:

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;

E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.”

São João nos disse no capítulo 10, versículo 9, o próprio Cristo disse: “Eu sou a porta. Todo aquele que entrar por mim, salvar-se-á.”. E em São Mateus… em São João, capítulo14, versículo 6, Cristo nos diz:

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

Aqui cristo se identifica como o Caminho, o único caminho a Deus, ao Pai; e ninguém pode ir a Deus, ao Pai, se não for através de Cristo, o único caminho para chegar a Deus.

E agora, encontramos que o próprio Cristo neste mesmo capítulo 14, versículos 13 ao 14, de São João, diz:

“E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.”

E agora, temos a promessa de que todo o que pedirmos ao Pai no Nome do Senhor Jesus Cristo, Ele o fará. Portanto, peça em Seu Nome, e Ele nos recompensará nos concedendo os pedidos de nossos corações expressos em nossas orações. “Porque com o coração se crê para justiça, mas com a boca se faz confissão para salvação”.

Portanto, para que se materializem as coisas – as coisas que cremos – temos que confessá-las, orando a Deus, dando testemunho do que cremos; e pedindo a Deus que nos conceda os pedidos de nosso coração. E o maior pedido que temos que Ele nos conceda, depois da salvação, é nossa transformação e arrebatamento ao Céu, à Ceia das Bodas do Cordeiro… à Ceia das Bodas do Cordeiro.

Por tanto, PEÇA AO PAI EM SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ nos concedendo os pedidos de nosso coração.

Para o pedido da nossa transformação e o rapto, temos que ter a fé para ser transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro; a fé, a revelação do Sétimo Selo, a fé para rapto que tanto necessitamos; e a qual temos o direito de pedir porque Ele o prometeu, e o cumprirá como Ele prometeu. E isso será o que nos  dará a grande vitória no amor divino, e isso é para a Era do Amor Divino, a Era da Pedra Angular.

Não foi cumprida em outras eras porque é para nossa era, a Era de Pedra Angular, na qual o chamado é: “Sobe aqui.” [Apocalipse 4:1]

Assim como a Igreja foi subindo de era em era, e assim a Igreja foi sendo construída, o Templo espiritual de Cristo, agora o chamado é mais acima: a Era de Pedra Angular, à qual somos convocados pela Trombeta de Deus, a Mensagem de Deus correspondente a este tempo final, para receber a revelação, a fé para ser transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

Isto é no campo profético do Programa Divino para nosso tempo. Isso nos dará a grande vitória no amor divino, nos dará essa vitória através de Jesus Cristo nosso Salvador, o qual sempre nos dá a vitória.

“PEÇA AO PAI EM SEU NOME, E ELE NOS RECOPENSARÁ.”

Na Visão da Carpa que o reverendo William Branham teve, ele perguntou por quê em um quartinho pequeno de madeira, por quê nesse quartinho pequeno estaria a presença da Coluna de Fogo e o Anjo que o acompanhava; e ele entraria a esse quartinho pequeno.

“Por quê num quartinho pequeno? Por quê aí?” Lhe foi dito: “Não disse nosso Senhor: Quando orares, entra em tua câmara secreta e ora a teu Pai que te vê secretamente; e Ele te recompensará em público?”

Esse quartinho pequeno representa a Era de Pedra Angular, onde será fechada a Porta quando ao Pai de família lhe corresponda fechar a Porta. E aí será onde Ele vai se manifestar desde um lugar secreto, e em público em seguida irão ver os resultados; mas Ele estará em uma câmara ou quartinho pequeno de madeira no cumprimento da Visão da Carpa.

Diz São Lucas, capítulo 13, versículos 24 em diante:

“Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.

Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois;”

E agora, a Porta – que é Cristo – se fechará ao final da Dispensação da Graça; e já para entrar ao Novo Pacto na Dispensação da Graça, não haverá Porta aberta para entrar, porque terá finalizado a Dispensação da Graça; e se abre a Porta da Dispensação do Reino para os escolhidos de Deus entrarem a essa Porta aberta.

Por isso em Apocalipse, capítulo 3, versículo 20 ao 21, nos diz:

“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.”

Ao dizer “cearei”, está falando do tempo da tarde; e o tempo da tarde, corresponde no campo profético à Igreja do Senhor Jesus Cristo, e na Igreja do Senhor Jesus Cristo: o e ao território americano, ao Oeste; sobre tudo, à América Latina e o Caribe, onde está se cumprindo a parte do chamado à Ceia das Bodas do Cordeiro.

Sempre a ceia corresponde ao tempo da tarde, e consequentemente corresponde ao Oeste, porque o sol se põe no Oeste; por tanto, alguém vai abrir a Porta para a Ceia. E essa Porta se abre na Era de Pedra Angular; a Porta da Era de Pedra Angular se abre, sai o chamado; e são convocados aqueles que estarão nessa Ceia, os quais são buscados entre as diferentes nações.

“Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”

E agora, o Trono do Senhor em Sua Igreja é a Era de Pedra Angular, porque a Era de Pedra Angular corresponde ao Lugar Santíssimo do Templo espiritual de Cristo; e Seu Templo espiritual é Sua Igreja; assim como o lugar santíssimo do indivíduo como ser humano, como tempo espiritual, é sua alma, sinônimo do coração.

E consequentemente, é à alma que Cristo em Espírito Santo entra para governar, reinar, sobre a vida de cada crente em Cristo; e ai fala diretamente ao coração através de Sua Palavra, e o guia por Seu Espírito a toda justiça e a toda verdade.

O ser humano é alma vivente; tem espírito que é um corpo espiritual, de outra dimensão, e tem corpo físico desta dimensão terrena.

A Igreja do Antigo Pacto é Israel, como Templo espiritual onde Deus estava. E a Igreja do Novo Pacto, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, tem Átrio, tem Lugar Santo (que corresponde às diferentes etapas ou eras da Igreja) e tem Lugar Santíssimo (que corresponde à Era de Pedra Angular).

Nos correspondeu a Era do Lugar Santíssimo, a Era de Pedra Angular, a Era para a Vinda do Senhor em toda Sua plenitude; assim como veio no tabernáculo que Moises construiu, e entrou ao lugar santíssimo, e se colocou sobre o propiciatório no meio dos dois querubins de ouro. Assim aconteceu quando Salomão dedicou o templo a Deus também, e assim aconteceu quando Jesus foi batizado por João Batista; porque Cristo é o Templo humano de Deus; por isso disse: “Destruam este templo, e em três dias eu o levantarei.” Ele disse: “O Pai que habita em mim, Ele faz as obras.” Habitava dentro de Jesus.

E em seguida, do Dia de Pentecoste em diante, Deus veio morar em Espírito Santo, Cristo em Espírito Santo em Sua Igreja; e continua morando em Sua Igreja, passando de era em era, levando a Sua Igreja de era em era, usando véus de carne, Seus mensageiros correspondentes a cada era; e para nosso tempo nos faz o chamado de subir mais acima, à Era de Pedra Angular.

Portanto terá um instrumento para nos falar neste tempo final, na Era de Pedra Angular. Será o Espírito Santo nos falando diretamente a nossa alma neste tempo final. E isso será a maior bênção de todos os tempos, porque é a bênção do Lugar Santíssimo, a Câmara secreta do Rei, de Cristo nosso Rei e Salvador.

Portanto, oremos a Deus em nosso tempo, e Ele nos concederá os pedidos de nosso coração. Peça ao Pai em Seu Nome, no Nome do Senhor Jesus Cristo, e Ele nos recompensará.

Esta foi a introdução ao estudo bíblico que teremos o próximo domingo. Primeiro Deus.

Que Deus os abençoe e os guarde; e continuem passando uma noite feliz, cheia das bênçãos de Cristo nosso Salvador, vocês que estão presentes e aqueles que estão em diferentes nações, ministros e congregações, conectados com esta atividade. Passem todos muito boa noite.

Deixo com vocês aqui ao reverendo José Benjamín Pérez, e em cada país deixo ao ministro correspondente na continuação. E ao doutor Miguel Bermúdez Marín o deixo lá em Topochico, República Mexicana, na continuação.

Que Deus os abençoe e os guarde; e continuem passando uma noite feliz, cheia das bênçãos de Cristo nosso Salvador.

“PEÇA AO PAI EM SEU NOME, E ELE NOS RECOMPENSARÁ”.

Rolar para cima