Conferências

O que Deus Prometeu para O Último Dia
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on skype
Share on email
Share on print

Descargas

Traduções

Reproduzir vídeo

O que Deus Prometeu para O Último Dia

Muito bom dia amados amigos e irmãos presentes, e os que estão através da linha Telefónica e através da internet e através da televisão.

Que as bênçãos de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e nos fale diretamente à nossa alma nesta ocasião, e nos ensine o que nós necessitamos conhecer para sermos transformados e levados à Casa do nosso Pai celestial, à Ceia das Bodas do Cordeiro. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

Vamos ler em Apocalipse, capítulo 4, versículo 1, e capítulo 22, versículo 16 ao 17. Diz assim:

“Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.”

E em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16 ao 17, diz:

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.

E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.”

Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la. Nosso tema para esta ocasião é: “O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA”.

Através da Escritura encontramos tudo o que Deus falou no Antigo Testamento com relação ao Último Dia, e também encontramos no Novo Testamento tudo o que Jesus Cristo e os apóstolos e os sete anjos mensageiros falaram sobre as coisas que acontecerão no Último Dia. E tudo o que acontecerá no Último Dia está refletido no Antigo Testamento, tanto em eventos ocorridos na vida de pessoas e também na vida do povo hebreu.

Encontramos na vida de diferentes homens de Deus do meio do povo hebreu, de Gênesis até Malaquias e desde São Mateus até Apocalipse, como se refletiu em homens de Deus as coisas que Deus fará no Último Dia. E também encontramos como se refletiram também essas coisas no povo hebreu em dispensações passadas.

E também encontramos que nas festas que Deus deu ao povo hebreu está refletido o que estará acontecendo no Último Dia; assim como o que aconteceu na Vinda de Jesus à Terra, já tinha sido refletido na festa da Páscoa; e também encontramos que em outras festas do povo hebreu, como na festa onde se oferecia o feixe movido a Deus, tudo isso falava de Cristo e Sua ressurreição, e apresentação a Deus como o Feixe sendo movido, um Feixe dos primeiros frutos; e Ele é esse Feixe movido: é o primeiro que chegou ao amadurecimento.

E sendo que é o primeiro que chegou ao amadurecimento, foi arrebatado ao Céu e apresentado ante a presença de Deus como o primeiro; e depois o restante dos filhos de Deus também chegarão ao amadurecimento. E haverá uma colheita de filhos e filhas de Deus no Último Dia, com corpos eternos e glorificados como o corpo do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

Se as Primícias, o qual foi Cristo, foi perfeito, chegou ao amadurecimento, é um homem perfeito e foi colhido, isso dá testemunho que o resto da Colheita chegará ao amadurecimento; e será realizada a colheita de filhos e filhas de Deus com vida eterna, com corpos teofânicos, eternos e corpos físicos eternos também. A colheita é para este tempo final, e essa colheita se refletiu também no Dia de Pentecoste.

Agora, o Dia de Pentecoste, sendo também o reflexo do que será o Ano de Pentecoste ou Ano do Jubileu, vejam vocês, contém ali filhos e filhas de Deus recebendo o corpo teofânico ao receberem o Espírito Santo; e estas pessoas eram nada menos que crentes em nosso amado Senhor Jesus Cristo como Salvador, e lavaram seus pecados no Sangue do Senhor Jesus Cristo e receberam Seu Espírito Santo; e assim receberam um corpo teofânico da sexta dimensão, e assim obtiveram o novo nascimento.

Para este tempo final, todos os filhos e filhas de Deus das eras passadas, e os que estão vivos em nosso tempo, e permaneçam vivos até que ocorra a ressurreição dos mortos em Cristo, receberemos uma transformação dos nossos corpos, e assim estaremos obtendo uma ressurreição em um novo corpo; mesmo que não vejamos morte, isso é uma ressurreição em um corpo novo, ou seja, nascendo em um novo corpo, aparecendo em um novo corpo, o qual Cristo criará para quando nos transformar; e para os mortos em Cristo será uma ressurreição aparecendo de novo na Terra em um corpo eterno.

Agora, nós já experimentamos uma ressurreição, é uma ressurreição espiritual ao crer em Cristo como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo; e assim obtivemos essa ressurreição espiritual e obtivemos um novo corpo espiritual, um corpo teofânico da sexta dimensão. Esse é esse Espírito de Deus enviado a nós para assim nós sermos restaurados à vida eterna.

Ao receber essa ressurreição, vejam vocês: “Se alguém está em Cristo (diz São Paulo), nova criatura é; as coisas velhas passaram; eis que todas são feitas novas.” E nos fala também que nós morremos com Cristo, fomos sepultados com Cristo e fomos ressuscitados com Cristo.

E agora, vejam como aconteceu tudo isto em nossa vida espiritual: uma ressurreição já ocorreu em nós; é uma ressurreição espiritual na qual obtivemos um corpo teofânico, um novo corpo, o qual é da sexta dimensão; um corpo igual ao corpo de Jesus, da sexta dimensão, um corpo teofânico igual ao corpo teofânico no qual Ele apareceu aos profetas do Antigo Testamento.

Cristo disse: “Antes que Abraão nascesse, eu sou.” Ele havia dito: “Abraão desejou ver meu dia; viu-o, e se gozou”, disseram-lhe: “Não tem até cinquenta anos, e diz que viu ao Abraão?”. Cristo diz: “Antes que Abraão nascesse, eu sou.”

E agora, vejam vocês o porquê Cristo podia dizer estas coisas, pois Ele estava em Seu corpo teofânico da sexta dimensão, que é esse espírito teofânico o qual é parecido ao nosso corpo físico mas de outra dimensão; e essa é o memso tipo de corpo teofânico — da sexta dimensão — que Ele dá a todos os crentes n’Ele que lavam seus pecados no Sangue de Cristo e recebem Seu Espírito Santo. Essas pessoas têm seus nomes escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro, e estavam em Deus desde antes da fundação do mundo; são os atributos de Deus como filhos e filhas de Deus.

Assim como o corpo físico das pessoas estava em seus pais, em seu pai, quando Abraão dizimou a Melquisedeque, São Paulo diz que também Levi dizimou a Melquisedeque, o qual estava nos lombos de Abraão. E vejam vocês, Levi… Vejam, Abraão teve – nesse tempo não tinha ainda seu filho Isaque, e já Levi estava dizimando quando Abraão dizimou a Melquisedeque.

Agora, vamos ver quem era Levi. O filho de Abraão segundo a carne foi Isaque; e o filho de Isaque foi, segundo a carne, Jacó, o qual recebeu a Bênção da Primogenitura; e Levi foi filho de Jacó. Ou seja, que Isaque é filho de Abraão, e Jacó é neto de Abraão e Levi é bisneto de Abraão. O bisneto estava dizimando a Melquisedeque, até sem ainda ter nascido nem Isaque, nem Jacó, nem Levi; estavam nos lombos de Abraão.

Por isso é que também nos fala a Escritura que até à quarta geração e os filhos de uma quarta geração, e até da quinta geração, ou recebem juízo divino por causa dos seus pais ou recebem bênção de Deus. Assim era no Antigo Testamento conforme à Palavra de Deus.

Por isso é que quando Deus fala ao profeta e patriarca Abraão sobre a sua descendência, que será escrava em uma terra estranha e será escrava ali por quatrocentos anos, vejam, ainda não tinha nascido Isaque e Deus já lhe está falando dos problemas que vai ter a descendência de Abraão.

Qualquer pessoa ignorante podia dizer: “Se minha família, se minha descendência, vai ter tantos problemas, Senhor, não me dê filhos”; mas Abraão dizia: “Senhor, o que me darás? Não tenho filhos, e tenho como meu mordomo a este damasceno Eliezer, um escravo nascido em minha casa; este vai herdar se eu não chego a ter filhos.” É o pensar de Abraão, pois diz a Deus: “E vai ser meu herdeiro este escravo nascido em minha casa.” Mas um escravo não pode ser herdeiro, tem que ser um filho; os herdeiros são os filhos.

E agora, Deus diz a Abraão que vai ter um filho e lhe dá também o nome do filho que vai ter: Isaque.

E agora, Isaque significa ‘risada’; Abraão riu quando Deus lhe falou de ter um filho; e também Sara, em uma ocasião mais adiante, riu em seu coração quando Deus, Elohim, falou que teria um filho.

Já para esse tempo Sara tinha 89 anos e Abraão 99 anos; e 9 meses que tem que ser normalmente a gravidez, quando esse filho já aparecesse, Abraão já teria 100 anos e Sara teria 90 anos. Mas há alguma coisa impossível para Deus? Não há.

Isaque representa a Vinda do Messias; e vejam vocês como a Vinda do Messias tem duas partes muito importantes. A primeira já se fez dois mil anos atrás, no meio do povo hebreu, veio como Redentor, veio como Cordeiro de Deus, e tirou o pecado do mundo, e se cumpriu n’Ele a festa da Páscoa; e por isso São Paulo diz que Cristo é nossa Páscoa, para assim o povo sair livre, o povo ser libertado da escravidão do pecado na qual o diabo teve a raça humana desde sua queda.

E agora, por meio de Cristo, o Cordeiro Pascoal, encontramos que a vida dos primogênitos de Deus é preservada, e a morte não pode destruir os primogênitos de Deus, filhos e filhas de Deus escritos no Céu, no Livro da Vida Cordeiro, porque o Sangue do Cordeiro Pascoal, de Jesus Cristo, está aplicado em nossas almas, e Seu Espírito está em nós. A vida do Sangue, que é o Espírito Santo, veio a nós.

E agora, a morte, mesmo que esteja ferindo e matando milhões de seres humanos espiritualmente, não pode matar os primogênitos de Deus escritos no Céu — os quais são os membros da Igreja de Jesus Cristo, redimidos pelo Sangue de Cristo —, porque têm o Cordeiro Pascoal e têm o Sangue do Cordeiro Pascal aplicado, e têm a vida do Cordeiro, a vida desse Sangue, que é o Espírito Santo.

E agora, vejam como esteve se materializando no meio da raça humana a festa da Páscoa, a qual o povo hebreu esteve guardando em comemoração do que aconteceu lá no Egito; e também tendo a festa da Páscoa como uma festa também profética, que fala da Vinda do Messias e a liberação do povo hebreu, para serem estabelecidos como a nação cabeça de todas as nações, para ser estabelecido no meio do povo hebreu o Reino de Deus, o Reino do Messias, e estar ali Seu Trono; e Seu governo será realizado desde a terra de Israel sobre o planeta Terra completo.

E esse Reino também é chamado “o Reino dos Judeus”, mas, o melhor, é o Reino do Messias no meio do povo hebreu, onde o povo hebreu receberá as maiores bênçãos de Deus; e por fim o povo hebreu terá um verdadeiro Rei, que governará com justiça e que estabelecerá a paz no meio do povo hebreu e no planeta Terra completo.

Agora, para esse glorioso Reino é Deus quem decidirá quem entrará, quais passarão a esse glorioso Reino e quais não passarão. Haverá um tempo de purificação aqui na Terra, que é chamada a grande tribulação, onde milhões de seres humanos morrerão e muitas nações deixarão de existir.

Em São Mateus, capítulo 25, o mesmo Cristo nos fala do Juízo das Nações, e nos diz: capítulo 25, versículo 31 em diante, diz:

“E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;

E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;

E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;”

Aqui temos o juízo para todas as nações, umas entrarão no glorioso Reino Milenial, mas outras não entrarão no Reino Milenial. E as que não entrarão, entrarão então (essas nações) no juízo divino e no castigo; mas os justos irão à vida eterna.

Vejam vocês, no versículo 40 deste mesmo capítulo 25, diz:

“E respondendo o Rei, lhes dirá (isto é aos que estão representados nos cabritos): Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.”

Vamos ver… Isto é o que diz às ovelhas:

“E respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.”

Isto é onde diz: “Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; doente, e me visitastes; e no cárcere, viestes para ver-me.” E assim por diante; mas depois dirá aos da esquerda (diz):

“Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;”

Aí podemos ver que este juízo para as nações, vejam vocês, é na mesma forma em que se realiza o juízo para os indivíduos.

Agora, Cristo é quem realizará o juízo; porque o Pai a ninguém julga, mas sim todo o juízo deu ao Filho. Isso está em São João, capítulo 5 e versículo 22:

“E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo;”

E também no mesmo capítulo 5, versículo 26 ao 27, diz:

“Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo;

E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem.”

Aí podemos ver que por quanto é o Filho do Homem, por quanto é profeta… Filho do Homem é título de profeta, por isso Jesus dizia, falando de Si mesmo dizia “o Filho do Homem”; se identificou como o Filho do Homem.

E agora, podemos ver como para o Último Dia, entre as coisas que estarão acontecendo, uma é o Juízo das Nações e também o juízo para indivíduos; não o Juízo Final, mas a ira de Deus caindo sobre nações, e consequentemente, sobre pessoas também.

Agora, haverá nações e — consequentemente — pessoas que entrarão no glorioso Reino Milenial, mas também haverá nações e pessoas que não entrarão no Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

Agora, Cristo é quem estará revelando estas coisas que estarão acontecendo neste tempo final.

Em Apocalipse, capítulo 4, versículo 1, nos diz com essa Voz de Trombeta: “… Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.” Ou seja, as coisas que hão de acontecer depois das que já aconteceram nas sete etapas ou eras da Igreja gentia.

Há coisas que têm que acontecer agora na Era da Pedra Angular; e aí estará essa Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo falando à Sua Igreja, falando a cada pessoa pertencente à Sua Igreja. E o que estará falando? Todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

Em Apocalipse, capítulo 1, versículo 10 ao 11, o apóstolo São João nos diz que ele estava no espírito no Dia do Senhor; e vamos ver o que ele ouviu e viu no Dia do Senhor:

“Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta,”

O que escutou João no Dia do Senhor? Uma grande voz como de trombeta. Essa é a Voz que para o Último Dia todos os filhos e filhas de Deus estarão escutando.

“Que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro;…”

Ele é o Alfa e o, Ele é o primeiro e o último, Ele é o Eterno, que se manifestou em carne humana dois mil anos atrás e que para o Último Dia estará manifestado novamente no meio da Sua Igreja, no meio do Seu povo. E aqui Ele fala com esta Grande Voz de Trombeta.

E agora, podemos ver que, através da Escritura, tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento, nos fala de uma Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final.

Em Isaías também Deus nos fala de uma Grande Trombeta, e diz capítulo 27, versículo 13, de Isaías; e até um pouquinho antes: capítulo 27, versículo 12 ao 13, diz:

“E será naquele dia que o Senhor debulhará seus cereais desde as correntes do rio, até ao rio do Egito; e vós, ó filhos de Israel, sereis colhidos um a um.

E será naquele dia que se tocará uma grande trombeta (aí temos a trombeta),”

Aí temos essa Grande Voz de Trombeta. E também em Joel nos fala dessa Grande Voz de Trombeta, e em outros lugares, que se tocará em Sião:

“Tocai trombeta em Sião…”

Agora, isto não é somente do Antigo Testamento, mas que também no Novo Testamento o mesmo Jesus Cristo falou desse toque de Trombeta. Em São Mateus, capítulo 24, versículo 30 ao 31, diz:

“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.”

Os escolhidos de Deus do Último Dia, conforme a profecia de Jesus Cristo, serão chamados e juntados com a Grande Voz de Trombeta que tocam, ou seja, que soam, os Anjos do Filho do Homem enviados.

E agora temos os Anjos do Filho do Homem sendo enviados com Grande Voz de Trombeta para quê? Para chamar e juntar todos os escolhidos de Deus. Esta é a mesma Trombeta de Deus de Primeira de Tessalonicenses, capítulo 4, versículos 14 em diante, onde diz:

“Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.

Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.”

Aqui temos esta Trombeta de Deus, a qual Cristo, o Anjo do Pacto, soa, toca, nesta Terra.

Agora, tínhamos visto em São Mateus, capítulo 24, versículo 31, que Jesus disse que essa Grande Voz de Trombeta a tocariam os Anjos do Filho do Homem:

E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos…”

E aqui São Paulo diz que esta Trombeta de Deus, ou Grande Voz de Trombeta de Deus, é tocada por Cristo, pelo mesmo Senhor.

E se observarmos, então veríamos três soando a Grande Voz de Trombeta no Último Dia: os Anjos do Filho do Homem (que são as Duas Oliveiras, os quais são Moisés e Elias, os ministérios de Moisés e Elias) e também Cristo. Agora vemos três, que são os que tocam essa Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final. E isto é antes da ressurreição dos mortos e da transformação de nós os que vivemos.

Em Primeira aos Coríntios também São Paulo nos fala desta Trombeta; e nos diz em Primeira aos Coríntios, capítulo 15, versículo 49 em diante, diz:

“E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.”

Ou seja, que seremos a imagem e semelhança do nosso amado Senhor Jesus Cristo, com um corpo teofânico eterno, esse corpo ou espírito teofânico que recebemos ao crermos em Cristo como nosso Salvador e receber Seu Espírito Santo e nascer de novo; obtivemos assim a imagem de Jesus Cristo, que é o corpo teofânico. E para o Último Dia receberemos a semelhança de Jesus Cristo, que é o corpo eterno e glorificado que Ele dará a todos nós.

Agora, para receber esse corpo, os mortos em Cristo têm que ressuscitar, e nós temos que ser transformados. E para nós podermos obter essa transformação, e os mortos receberem a ressurreição, tem que soar a Trombeta Final, que é essa Grande Voz de Trombeta que vimos que é a Voz de Cristo e também é a Voz dos Anjos do Filho do Homem.

Essa Grande Voz de Trombeta tem que ser escutada primeiro, tem que soar primeiro. E os escolhidos de Deus estarão escutando essa Grande Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo nos falando e nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

Vimos que esta Grande Voz de Trombeta é a Voz do Alfa e do Ômega, é a Voz de Jesus Cristo nosso Salvador, nos falando neste Último Dia todas estas coisas que em breve devem acontecer.

E agora, continuamos lendo, continua dizendo:

“E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.

Eis aqui vos digo um mistério (recordem que é um mistério do Reino de Deus): Na verdade, nem todos dormiremos,…”

Ou seja, que nem todos vamos morrer. Já morreram em seu corpo físico os Santos das diferentes eras, e restam alguns de – ou que se encontram ainda na sétima era (mesmo que a sétima era chegou ao seu final), e restam os Santos do Último Dia, da Era da Pedra Angular.

Agora, continua dizendo… Agora, dos que não verão morte serão dos que estarão na Era da Pedra Angular; mas se algum fisicamente morrer, não tem nenhum problema: vai ao Paraíso, viver no corpo teofânico, e depois regressará no corpo eterno, para estar conosco novamente, e será uma testemunha da ressurreição. Continua nos dizendo:

“… mas todos seremos transformados;”

Ou seja, que todos teremos um corpo transformado, um corpo eterno, um corpo glorificado, um corpo imortal, igual ao corpo do nosso amado Senhor Jesus Cristo; isso é um corpo glorificado.

“Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.”

E daí em diante já os filhos e filhas de Deus não morrerão fisicamente, porque terão um corpo eterno e glorificado, igual ao corpo do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

E agora, vimos que esta Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta que soa no Último Dia, nos revela todas as coisas que devem acontecer neste tempo final, e nos prepara para sermos transformados e sermos levados à Ceia das Bodas do Cordeiro.

Essa Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final, que é a Voz de Cristo nos falando no Último Dia e nos revelando todas estas coisas, chama e junta todos os Seus escolhidos no Último Dia, na Era da Pedra Angular. E vamos ver por meio de quem será que esta Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final estará falando à Sua Igreja e a cada membro da Sua Igreja neste Último Dia.

Recordem que esta Grande Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo, disse: “Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.” E onde quer que estiver essa Grande Voz de Trombeta, tem que estar revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer; é a Voz de Cristo.

A Voz de Cristo esteve falando ao Seu povo, à Sua Igreja, de era em era, por meio do mensageiro de cada era. E agora, para o Último Dia, onde teremos a Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, por meio de quem estará nos falando neste tempo final? Vamos ver por meio de quem, porque em quem estiver essa Trombeta Final, estará nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final, no Último Dia.

Diz Apocalipse, capítulo 22, versículo 6 em diante:

“E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

Enviou quem? Seu Anjo Mensageiro. Quem? Deus, o Senhor. Para quê? Para revelar aos Seus servos as coisas que em breve devem acontecer.

Este é o Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo, do qual o reverendo William Branham, precursor da Segunda Vinda de Cristo, disse que é um profeta. Esse é o profeta da Dispensação do Reino e da Era da Pedra Angular, que vem com a Mensagem do Evangelho do Reino revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

E este profeta mensageiro no Último Dia aparecendo em cena, no meio da Igreja de Jesus Cristo e depois no meio do povo hebreu, e pregando o Evangelho do Reino, que gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo, estará assim soando (Cristo por meio do Seu Anjo Mensageiro) a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final, e estará por meio do Seu Anjo Mensageiro nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

João, o apóstolo quis adorá-lo, mas o Anjo disse que não o fizesse; porque este Anjo não é o Senhor Jesus Cristo, mas que é o instrumento do Senhor Jesus Cristo para o Último Dia, para por meio do Seu Anjo Mensageiro revelar à Sua Igreja todas estas coisas que em breve devem acontecer.

Por isso também diz Apocalipse 22, versículo 16:

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas Igrejas (De que coisas? Destas coisas que em breve devem acontecer).”

Agora, vimos onde está essa Grande Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo neste tempo final. E vimos onde é que no Último Dia estará Cristo em Espírito Santo manifestado, nos falando todas estas coisas que em breve devem acontecer, com essa Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, através do Seu Anjo Mensageiro.

E agora, que coisas tem ou revela essa Grande Voz de Trombeta à Igreja do Senhor Jesus Cristo na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino? Nos diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo, em uma porção tirada da mensagem “Festa das Trombetas”, na página 128 diz, versículo 1143 [Citações]:

1143 – “Debaixo da Sétima Trombeta é para Israel o mesmo que o Sétimo Selo foi para a Igreja.”

É o mesmo. Debaixo da Sétima Trombeta para Israel, é o mesmo que o Sétimo Selo para a Igreja, é o mesmo. E vamos ver então o que é a Sétima Trombeta e o que é o Sétimo Selo.

Também na página 129, versículo 1150, diz:

1150 – “Agora, tão pronto como esta Igreja (…), o mistério do Sétimo Selo é conhecido. E os judeus são chamados pelo mistério da Sétima Trombeta, que são dois profetas, Elias e Moisés…”

Agora veja quem estão sob o mistério da Sétima Trombeta: Moisés e Elias, as Duas Oliveiras. E vejam vocês: “… Tão pronto como esta Igreja (…), o mistério do Sétimo Selo é conhecido…” É conhecido por quem? Pela Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Agora, mais abaixo, vamos ver, nesta mesma página 129, versículo 1152; o qual pertence, esta passagem, a mensagem “Festa das Trombetas”, diz… (esta mensagem a tenho aqui). Diz, na página 46 e 47:

282 Notem agora em conclusão, o mistério como o sétimo anjo, estas duas testemunhas estariam debaixo dessa Sétima Trombeta justo…

283 E agora recordem, e disse que eu devolveria esta Grande Trombeta.”

E se o sétimo anjo mensageiro tem que devolver essa Grande Trombeta, a quem a vai entregar, a quem vai dar? Vai dar a Moisés e Elias. O quarto Elias a entrega ao quinto Elias, o quarto ministério de Elias passa ao quinto ministério de Elias.

Mas recordem que esses ministérios estão sempre manifestados em carne humana quando se cumpre o tempo para esses ministérios; portanto, haverá um homem no qual estará o ministério de Elias pela quinta ocasião, e esse será quem terá essa Grande Trombeta, ou Grande Voz de Trombeta, para chamar e juntar todos os escolhidos de Deus, primeiro dentre os gentios e depois do meio do povo hebreu.

E agora, vamos ver o que é o ministério de Elias em sua quinta manifestação: página 399 do livro Os Selos, pergunta número 11 que fazem, diz assim:

“11. O Elias que vem pregar aos judeus, é o verdadeiro Elias que esteve nos dias de Acabe, ou será somente o espírito de Elias em outro homem?

(A resposta foi):

[94]. Eu pensei que será um homem deste tempo ungido com esse espírito; porque lá, quando Elias já tinha subido e Eliseu se encontrou com os filhos dos profetas, eles disseram: ‘O espírito de Elias repousou sobre Eliseu.’ É que Eliseu atuou igual a Elias.”

Quem será o quinto Elias, que levará a Mensagem ao povo hebreu? Assim como os hebreus trouxeram a Mensagem, o Evangelho aos gentios, os gentios a levarão aos hebreus; portanto, o ministério do quinto Elias primeiramente estará no meio da Igreja gentia.

Ou seja, o homem ungido com esse espírito ministerial de Elias pela quinta ocasião, primeiro estará no meio da Igreja gentia; e esse terá essa Grande Voz de Trombeta. Porque essa Trombeta, a Voz de Cristo, que vem de mensageiro em mensageiro, depois do sétimo anjo mensageiro passa ao mensageiro da Era da Pedra Angular, que vem com o ministério de Elias pela quinta ocasião.

Agora, quem foi quem operou o ministério de Elias em Elias Tisbita, em Eliseu, em João Batista e no reverendo William Branham? No reverendo William Branham o manifestou pela quarta ocasião. E quem é quem o manifestará pela quinta ocasião em um homem ungido com esse espírito neste tempo final, no meio da Igreja de Jesus Cristo, na Era da Pedra Angular? Vamos ver quem foi quem operou esse ministério, e esse é o que tem que estar neste tempo final no meio da Sua Igreja para operar o ministério de Elias pela quinta ocasião.

Página 449 do livro Os Selos em espanhol, diz:

“[54]. O único Espírito que esteve sobre a Terra, que eu saiba, teria que ser Elias, como foi em seu tempo; e assim foi predito que seria, porque seu Espírito foi nada menos que o Espírito de Cristo.”

É o Espírito de Cristo, o Espírito Santo, quem esteve no profeta Elias, quem esteve no profeta Eliseu e quem esteve no profeta João Batista, e o que esteve no profeta William Branham, operando o ministério de Elias nessas diferentes ocasiões; e esse mesmo Espírito Santo é o mesmo Espírito de Cristo; é o que tem que estar neste Último Dia no meio da Sua Igreja manifestado em Seu Anjo Mensageiro, operando o ministério de Elias pela quinta ocasião em um homem deste tempo.

Agora, vimos o que foi prometido para este Último Dia; foi prometido o ministério de Elias pela quinta ocasião; e o ministério de Moisés também foi prometido pela segunda ocasião. E o mesmo Espírito Santo que esteve no profeta Elias é o mesmo Espírito Santo que esteve no profeta Moisés. E esse mesmo Espírito Santo, o Espírito de Cristo, é quem neste Último Dia estará em Seu Anjo Mensageiro operando o ministério de Moisés pela segunda ocasião.

E esses são os ministérios dos Anjos do Filho do Homem, os ministérios das Duas Oliveiras, os ministérios que vêm com a Grande Voz de Trombeta, soando a Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, que gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo; e com essa Mensagem da Grande Voz de Trombeta, do Evangelho do Reino chamando e juntando os escolhidos, ao revelar todas estas coisas que em breve devem acontecer.

E agora, esse mesmo Espírito de Cristo neste Último Dia estará manifestado em Seu Anjo Mensageiro; e por quanto também a Escritura diz que o mesmo Senhor é quem desce do Céu com Aclamação, Voz de Arcanjo e Trombeta de Deus, essa Trombeta de Deus, que é a Voz de Jesus Cristo, estará manifestada pelo Espírito Santo através do Seu Anjo Mensageiro neste tempo final.

E o que estará revelando, qual é o maior mistério que estará revelando essa Grande Voz de Trombeta, a Voz de Cristo neste tempo final? Vamos ver esse grande mistério. Vamos ler aqui na página 129, onde nos diz que Ele disse… vamos ver [Citações]:

1152 – “Ele disse que ‘a Grande Trombeta tocará’. A Grande Trombeta! Não Trombetas agora, festa das trombetas; há dois deles, Moisés e Elias, para chamar as Trombetas. Mas que debaixo ‘da Grande Trombeta’, a Vinda do Senhor, para anunciar José voltando…”

Em José, o filho de Jacó, se refletiu a Segunda Vinda de Cristo, como também se refletiu a Primeira Vinda de Cristo.

E agora, esta Grande Trombeta anuncia José voltando, ou seja, anuncia a Segunda Vinda de Cristo. Quando se diz: “Vem José”, está se dizendo: “Vem Cristo”, porque José representa Cristo.

“… e todas as nações se reunirão em Jerusalém. Isso se encontra- no livro de Isaías. (…) Isso está… em Isaías 27:12 e 13 é onde Ele toca essa trombeta e todas as nações reconhecerão que Israel está em sua pátria, Deus com ele. Então a Noiva virá para estar com o Noivo, o Noivo com a Noiva; e então o grande Milênio, depois que o mundo inteiro for destruído por poder atômico. E haverá novos céus e um novo mundo, e viverão para sempre.”

E agora, na página 130, versículo 1164, que contém um extrato da mensagem “Cisternas Rompidas”… (também tenho aqui a mensagem titulada “Cisternas Rompidas”). Aqui está, nesta mensagem de “Cisternas Rompidas”, está tudo aqui assinalado. Diz (“Cisternas Rompidas”, página 35, diz):

1164 – “… porque a Trombeta de Deus, essa última Trombeta (a sexta já soou), e essa última Trombeta, como o último Selo, será a Vinda do Senhor. ‘Soará, e os mortos em Cristo se levantarão primeiro.’ Só descansando até esse momento.”

Eles estão descansando até esse momento, e nós estamos descansando também até que os mortos em Cristo ressuscitem e nós sejamos transformados: estamos em descanso espiritual, esperando por essa ressurreição dos mortos em Cristo e essa transformação de nós os que vivemos.

Agora, o que é essa Trombeta Final? O que é essa Sétima Trombeta de Apocalipse, capítulo 11, versículo 15 em diante? Essa Trombeta, nos disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo que são Moisés e Elias. E nos diz que o Sétimo Selo é a Vinda do Senhor, e nos diz que a Sétima Trombeta e o Sétimo Selo é a Vinda do Senhor.

Este mistério é o maior mistério, por cuja razão houve silencio no Céu quando foi aberto no capítulo 8, versículo 1 de Apocalipse. É que o Filho do Homem vem com Seus Anjos, diz Jesus, em São Mateus, capítulo 16, versículo 27; e onde estiver o Filho do Homem manifestado, aí estarão os Anjos do Filho do Homem com a Grande Voz de Trombeta, e aí estará também Cristo manifestado, soando essa Trombeta de Deus.

E a Trombeta Final ou Trombeta de Deus ou Sétima Trombeta, e o Sétimo Selo, é uma só coisa: a Vinda do Senhor. E por quanto o Filho do Homem vem com Seus Anjos, vejam vocês, o cumprimento da Vinda de Cristo em Espírito Santo manifestado no Último Dia vem manifestando os ministérios de Moisés, de Elias e de Jesus.

E por isso a Sétima Trombeta, que são Moisés e Elias: “A Sétima Trombeta, como o Sétimo Selo, é a Vinda do Senhor”; porque é na Vinda do Senhor que vêm os Anjos. E vem com os Anjos, com Seus Anjos, e com Grande Voz de Trombeta chamando e juntando todos os Seus escolhidos.

E vimos que o quinto Elias, que é uma das Duas Oliveiras, o cumprimento dessa promessa é a Vinda do Espírito Santo ungindo um homem com esse ministério no Último Dia. E se encontrarmos o homem onde o Espírito Santo estiver manifestado, ungindo-o com o ministério de Elias pela quinta ocasião, encontraremos que aí mesmo estará o Espírito Santo ungindo esse homem com o ministério de Moisés pela segunda vez, e com o ministério de Jesus pela segunda vez. E por isso a Sétima Trombeta e o Sétimo Selo são uma só coisa: a Vinda do Senhor.

Para a Igreja gentia, a Vinda do Senhor é o Sétimo Selo; e para o povo hebreu, a Vinda do Senhor é a Sétima Trombeta.

Vimos este mistério sendo manifestado através da Escritura nos tipos e figuras: em José, em Moisés, em Elias e em diferentes profetas.

E agora, vejamos esta Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo, a Voz de Deus, nos falando neste tempo final por meio do Seu Anjo Mensageiro, a Voz do Espírito Santo por meio do Seu Anjo Mensageiro nos falando e nos revelando todas estas coisas que devem acontecer neste Último Dia.

E de todas as coisas que nos revelará, a maior é o Sétimo Selo, o mistério do Sétimo Selo, que é o mistério da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, o mistério da Vinda do Senhor com Seus Anjos.

E esse mistério foi refletido, o mistério dessa Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta ou Sétima Trombeta, foi refletido na festa das trombetas: a festa das trombetas lá no meio do povo hebreu, no primeiro dia do sétimo mês, que atualmente é o Ano Novo do povo hebreu no calendário civil. E o Ano Novo do povo hebreu, no calendário sagrado, é no dia 15 do primeiro mês, do mês de Abib ou Nissan.

Agora, nesta festa das trombetas que se realizava ou se realiza no primeiro dia do sétimo mês, se comemora o dia em que Deus realizou a Criação e terminou a Criação, se comemora esse descanso de Deus quando terminou Sua Criação; aí esse dia marca que Deus já terminou Sua Criação e depois começa o sétimo dia; por isso é o primeiro dia do sétimo mês, que se realiza essa festa ao som de trombeta, uma festa comemorativa, e também é uma Santa convocação.

Essa festa também comemora o dia em que Deus deu ao povo hebreu a Lei, onde Deus esteve falando ao profeta Moisés no monte Sinai; e vejam vocês como São Paulo nos narra o que aconteceu ali.

Em sua carta aos Hebreus, capítulo 12, São Paulo nos diz, citando Êxodo, capítulo 19, versículo 12 em diante, que foi onde Deus falou com Moisés; vamos ver, vamos ler capítulo 12, versículo 18 em diante, do livro dos Hebreus ou carta aos Hebreus (de São Paulo), diz:

“Porque não chegastes ao monte palpável, aceso em fogo, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade,

E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais;”

Essa Trombeta é a Voz de Arcanjo, essa Trombeta é a Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta.

Agora, tudo foi refletido lá. Agora não estamos no monte Sinai mas no Monte de Deus, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo; e a mesma Voz que falou lá é a que esteve falando de era em era por meio de cada anjo mensageiro; e para o Último Dia estará falando com essa Grande Voz de Trombeta todas estas coisas que em breve devem acontecer.

“E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais;

Porque não podiam suportar o que se lhes mandava: Se até um animal tocar o monte será apedrejado ou passado com um dardo.

E tão terrível era a visão, que Moisés disse: Estou todo assombrado, e tremendo.

Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos;

À universal assembleia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus,”

Ou seja, à congregação dos primogênitos de Deus, dos membros do Corpo Místico do Senhor Jesus Cristo. E este monte é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, esta é a Jerusalém celestial.

“… e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados;

E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.

Vede…”

Agora, vejam vocês a tudo o que nos aproximamos. Agora temos um Sangue que fala melhor que o sangue de Abel que foi derramado, e também que fala melhor que o sangue do cordeiro que Abel sacrificou pelo pecado.

Aproximamo-nos “do Monte de Deus”, “a Deus o Juiz de todos os espíritos dos justos aperfeiçoados”, e “a Jesus o Mediador de um Novo Pacto”, e “o Seu Sangue aspergido” lá no Propiciatório e na alma de todos nós.

Assim como é colocado no Lugar Santíssimo do Templo que está no Céu, é colocado no lugar santíssimo da pessoa como indivíduo, que é sua alma.

“Vede que não rejeiteis ao que fala; porque, se não escaparam aqueles que rejeitaram o que na terra os advertia, muito menos nós, se nos desviarmos daquele que é dos céus;”

Agora podemos ver que a Voz de Deus no meio da Sua Igreja, a Voz de Cristo no meio da Sua Igreja por meio dos Seus anjos mensageiros, é a Voz (de onde?) do Céu. E quando nos fala que Cristo falará desde o Céu, pois Ele está falando desde o Céu de etapa em etapa, de era em era, por meio dos Seus mensageiros. E quando nos fala de um Trovão ou dos Sete Trovões, ou de um uma grande trombeta [trombetaço] do Céu, é a Voz de Cristo, a Voz do Céu, a Voz celestial no meio do Israel celestial, no meio da Sua Igreja, falando à Sua Igreja por meio do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia.

“… porque, se não escaparam aqueles que rejeitaram o que na terra os advertia, muito menos nós, se nos desviarmos daquele que é dos céus;

A voz do qual moveu então a terra,…”

No monte Sinai foi abalada a terra, e até Moisés estava tremendo; não somente a terra estava tremendo mas Moisés também, e o monte estava tremendo também, e o povo hebreu também estava tremendo. E agora:

“A voz do qual moveu então a terra, mas agora anunciou, dizendo: Ainda uma vez comoverei, não só a terra, senão também o céu.”

Essa mesma Voz que abalou a Terra no monte Sinai é a Voz que esteve falando, é a Voz de Deus que falou a Moisés e é a mesma Voz de Cristo que esteve falando de era em era por meio do mensageiro de cada era, e que no Último Dia estaria falando por meio do Seu Anjo Mensageiro. Essa mesma Voz de Cristo, no Último Dia estremecerá não somente a Terra, mas os céus também, ou seja, que estremecerá os céus e a Terra.

“E esta palavra: Ainda uma vez, mostra a mudança das coisas móveis, como coisas feitas, para que as inabaláveis permaneçam (ou seja, que as coisas abaláveis serão removidas).

Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado,…”

Esse é o Reino de Deus. Ao receber Cristo como nosso Salvador, e entrar no Corpo Místico de Cristo ao nascer de novo, entramos no Reino de Deus e recebemos o Reino.

“Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente, com reverência e santo temor;

Porque o nosso Deus é um fogo consumidor.”

Podemos ver que essa mesma Voz que esteve no monte Sinai, onde a trombeta soava, e a voz da trombeta continuava soando e soando, e Deus falando ao profeta Moisés; essa voz, essa trombeta, e essa Voz de Deus falando lá, representa a Voz de Cristo falando aqui em Seu Monte Santo, que já não é o monte Sinai lá, mas que é o Monte de Deus, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, a Jerusalém celestial, o Monte Sião celestial.

E vejam vocês, falou lá no monte Sinai e continuou a trombeta soando ali. Vamos ver, capítulo 19 de Êxodo, versículo 15 em diante, diz… Recordem que Deus disse a Moisés que preparasse o povo para o terceiro dia. Vamos ver desde o versículo 9 em diante, do capítulo 19, diz:

“E disse o Senhor a Moisés: Eis que eu virei a ti numa nuvem espessa, para que o povo ouça, falando eu contigo, e para que também te creiam eternamente. Porque Moisés tinha anunciado as palavras do seu povo ao Senhor.

Disse também o Senhor a Moisés: Vai ao povo, e santifica-os hoje e amanhã, e lavem eles as suas roupas,

E estejam prontos para o terceiro dia; porquanto no terceiro dia o Senhor descerá diante dos olhos de todo o povo sobre o monte Sinai.

E marcarás limites ao povo em redor, dizendo: Guardai-vos, não subais ao monte, nem toqueis o seu termo; todo aquele que tocar o monte, certamente morrerá.

Nenhuma mão tocará nele; porque certamente será apedrejado ou asseteado; quer seja animal, quer seja homem, não viverá; soando a buzina longamente, então subirão ao monte.

Então Moisés desceu do monte ao povo, e santificou o povo; e lavaram as suas roupas.

E disse ao povo: Estai prontos ao terceiro dia; e não vos chegueis à mulher.

E aconteceu que, ao terceiro dia, ao amanhecer, houve trovões e relâmpagos sobre o monte, e uma espessa nuvem, e um sonido de buzina mui forte, de maneira que estremeceu todo o povo que estava no arraial.

E Moisés levou o povo fora do arraial ao encontro de Deus; e puseram-se ao pé do monte.

E todo o monte Sinai fumegava, porque o Senhor descera sobre ele em fogo; e a sua fumaça subiu como fumaça de uma fornalha, e todo o monte tremia grandemente (Veem que Deus estremeceu o monte e todo aquele território? E o povo hebreu também foi estremecido).

E o sonido da buzina ia crescendo cada vez mais; Moisés falava, e Deus lhe respondia em voz alta.

E, descendo o Senhor sobre o monte Sinai, sobre o cume do monte, chamou o Senhor a Moisés ao cume do monte; e Moisés subiu.

E disse o Senhor a Moisés: Desce, adverte ao povo que não traspasse o termo para ver o Senhor, para que muitos deles não pereçam.”

Agora podemos ver como para o terceiro dia, vejam vocês, as pessoas tinham que já estar preparadas; tiveram todos esses dias anteriores para estarem preparados, e ao terceiro dia já tinham que estarem preparados para se encontrarem com seu Deus.

Tinham que lavar suas vestimentas. Mas como, no espiritual, vejam vocês, representa que todos os filhos e filhas de Deus desde o dia de Pentecoste até aqui, onde veio o Espírito Santo sobre 120 pessoas crentes em Jesus Cristo, que tinham lavado seus pecados com o Sangue de Cristo, receberam o Espírito Santo; e assim receberam uma vestimenta limpa, uma nova vestimenta, uma vestimenta da sexta dimensão; e assim encontramos que lavaram suas vestimentas com o Sangue de Jesus Cristo o Cordeiro de Deus.

E agora, transcorreram dois mil anos de Cristo até aqui, que são diante de Deus somente dois dias, dois dias diante de Deus, os quais são para os seres humanos dois mil anos; porque um dia diante de Deus, para os seres humanos é como mil anos, diz Segunda de Pedro, capítulo 3, versículo 8, e o profeta Moisés no Salmo 90 e versículo 4.

E agora, para o terceiro dia, que é o Último Dia, o terceiro dos três últimos dias …; porque os últimos dias são os três últimos milênios, os quais são o quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio.

E agora, dos três últimos dias, o terceiro é o Último Dia; e se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem, já estamos no Último Dia, que é o terceiro dos três últimos dias, é o dia em que todos os filhos e filhas de Deus, conforme as profecias, têm que estar prontos para se encontrarem com Cristo em Sua Segunda Vinda vindo sobre o Monte de Sião, o Monte de Deus, a Nova Jerusalém, a Jerusalém celestial, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E sobre o monte Sinai veio, sobre o cimo do monte Sinai, lá no tempo de Moisés. E aqui vem sobre o topo do Monte Sião, sobre o topo da Igreja de Jesus Cristo, que é a Era da Pedra Angular.

E assim como Deus chamou Moisés para subir ao cimo do monte Sinai, Ele chama Moisés para subir ao Monte de Deus, ao topo do Monte de Deus. É aí onde são chamados Moisés e também Elias. Recordem que Elias também esteve no monte Sinai quando foi fugindo de Jezabel, e ali Deus lhe falou.

E agora, podemos ver onde é que se encontra Moisés no Monte de Deus, no Monte de Sião; se encontra no cimo ou topo, que é a Era da Pedra Angular; porque é sobre o topo do Monte de Deus, da Igreja do Senhor Jesus Cristo, que vem Cristo manifestado no Último Dia com Seus Anjos, ou seja, com Moisés e com Elias.

E Moisés tirou o povo para receber a Deus, dar as boas-vindas a Deus vindo sobre o monte Sinai. E neste tempo final, o Espírito Santo manifestado em Seu Anjo Mensageiro, operando os ministérios de Elias e de Moisés, chama e junta o povo e o tira para receber Cristo em Sua Segunda Vinda sobre o Monte de Deus, o Monte de Sião, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E sobre que parte do monte Deus desceu lá? Sobre o topo. E aqui a Segunda Vinda de Cristo é sobre o topo do Monte de Deus, ou seja, na Era da Pedra Angular; aí é onde Moisés e Elias sobem; porque aí é onde estará o Anjo do Senhor Jesus Cristo, através do qual Jesus Cristo em Espírito Santo estará manifestado, operando os ministérios de Moisés pela segunda vez, de Elias pela quinta vez e de Jesus pela segunda ocasião.

E aí é onde temos a promessa da manifestação de Jesus Cristo para o Último Dia em toda Sua plenitude.

Aí é onde Jesus Cristo, quem falou sobre o monte Sinai e a terra estremeceu, aí é, no topo do Monte de Deus, a Era da Pedra Angular, onde Cristo, o Anjo do Pacto, estará falando; e trará esse despertamento espiritual sobre todos os escolhidos de Deus, para serem preparados para serem transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro, à Casa do nosso Pai celestial, e para depois regressar, depois da grande tribulação, ao glorioso Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

É aí, na Era da Pedra Angular, onde o que vimos no topo do monte Sinai estará se atualizando neste Último Dia.

Agora, Ele começa a falar na Era da Pedra Angular a todo Seu povo, e a nos revelar todas estas coisas que em breve devem acontecer. E continua a Buzina soando, e continua soando, como aconteceu lá no monte Sinai, onde a trombeta ou buzina seguiu, continuou soando. Diz:

“E o sonido da buzina ia crescendo cada vez mais;…”

E isso é o que estaremos vendo no topo do Monte de Deus, na Era da Pedra Angular: que a Buzina, essa Trombeta de Deus, essa Grande Voz de Trombeta, continuará aumentando e aumentando mais e mais.

Essa Grande Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo, continuará aumentando e aumentando, nos falando e nos falando mais e mais, até que estremecerá não somente a Terra mas até os céus, porque a Voz de Cristo estará onde? Sobre o Monte de Sião, no topo do Monte Sião, falando com Moisés, e Moisés falando ao povo.

Assim esteve lá e assim é para estar aqui. E tudo isso será atualizado aqui, no Último Dia, por meio da manifestação de Cristo em Espírito Santo através do Seu Anjo Mensageiro. E isso é a Trombeta e Festa das Trombetas, espiritualmente, no meio da Igreja de Jesus Cristo; isso é o mesmo que acontecerá para o povo hebreu no Último Dia, sob o som da Sétima Trombeta, onde se atualizará o do dia primeiro do sétimo mês, que é o dia de Ano Novo do calendário civil do povo hebreu.

E por isso é que sob o som dessa Trombeta, na Festa das Trombetas… Vejam, na festa das trombetas soavam as duas trombetas de prata e também soava o chifre, trombeta de chifre ou shofar; e para o Último Dia isso nos fala da Grande Voz de Trombeta com a qual vêm os Anjos do Filho do Homem; aí temos Moisés e Elias, aí temos as Duas Trombetas de Prata soando, a Grande Voz de Trombeta chamando e juntando todos os escolhidos; porque era com essas trombetas soando que o povo era juntado em uma Santa convocação; e se soava também a trombeta de chifre de carneiro para essa Santa convocação. Aí temos as duas trombetas de prata; e prata representa redenção.

E vejam vocês como para este tempo final Deus estará atualizando todas estas coisas que foram mostradas no monte Sinai, e também na Festa das Trombetas; e para o Novo Testamento isto foi mostrado no Monte da Transfiguração. Tudo isso é o que corresponde às coisas que hão de acontecer neste tempo final, sendo materializadas conforme às profecias bíblicas.

Agora vejam onde encontramos essa Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final, a encontramos no Monte Sinai; a encontramos também na Festa das Trombetas; e a encontramos também na Festa do Ano do Jubileu, essa Trombeta de Jubileu também é a mesma trombeta; e a encontramos em Isaías, capítulo 27, versículo 13; e a encontramos sendo falada por Jesus Cristo em São Mateus 24, versículo 31; e a encontramos em Primeira de Tessalonicenses, capítulo 4, versículo 14 ao 17, essa Trombeta de Deus; e a encontramos em Primeira aos Coríntios, capítulo 15, versículos 50 ao 56, essa Trombeta Final. Tudo isto antecede à ressurreição dos mortos em Cristo e à transformação de nós os que vivemos.

É a Trombeta para chamar e juntar, nessa Santa Convocação, primeiro os escolhidos de Deus da Sua Igreja; e depois chamará e juntará a 144.000 hebreus nessa Santa Convocação da Festa das Trombetas, a qual é uma preparação para o povo hebreu para o Dia da Expiação.

Agora podemos ver este mistério das coisas que para este tempo final estariam acontecendo.

“O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA”.

Agora vejam como vimos essa Trombeta e como vimos que esse dia primeiro do sétimo mês, que é o mês do Tishrei, encontramos que tem um significado mais amplo do que nós podemos imaginar.

É o tempo maior e glorioso, o tempo em que nós estamos vivendo. Este é o tempo onde essa Trombeta, que é a Grande Voz de Trombeta que João escutou no Dia do Senhor (e o Dia do Senhor é o sétimo milênio), essa Grande Voz de Trombeta que ele escutou, vejam vocês onde a encontramos através de toda a Escritura, tanto no Novo Testamento como no Antigo Testamento.

E tudo o que significou em outros tempos, para este tempo final tudo isso estará concentrado para produzir o chamado e recolhimento de todos os escolhidos na Santa Convocação deste Último Dia, de todos os escolhidos de Deus dentre os gentios primeiro e depois dentre os hebreus; e isto é o recolhimento do Israel celestial primeiro e depois o recolhimento do Israel terreno.

Esta Trombeta Final, ou Grande Voz de Trombeta do Último Dia, do Dia do Senhor, vejam, é a que nos revela todas estas coisas que em breve devem acontecer.

E essa Trombeta, que é a Trombeta do Evangelho do Reino, que gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo, revelando o mistério da Sua Segunda Vinda com Seus Anjos, ao estar revelando esse mistério o que estará acontecendo? Está soando essa Sétima Trombeta, está soando essa Trombeta Final, está soando essa Grande Voz de Trombeta e nos revelando todas estas coisas; e sobre tudo, o mistério do Sétimo Selo e mistério da Sétima Trombeta, o mistério de Cristo, Moisés e Elias, o mistério da Segunda Vinda de Cristo com Moisés e Elias. Esse é o maior mistério que a Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, a Voz de Cristo por meio do Seu Anjo Mensageiro, revela à Sua Igreja neste tempo final.

E com essa revelação é que são chamados e juntados todos os escolhidos de Deus, e são preparados para serem transformados e levados à Casa do nosso Pai celestial, ao Céu.

Vejam, assim para obter o novo corpo espiritual, ou seja, para obter o corpo teofânico, foi necessário ter a revelação da Primeira Vinda de Cristo e Sua Obra de Redenção na Cruz do Calvário como Cordeiro de Deus; para obter o novo corpo físico e eterno se requer ter a revelação da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores, em Sua Obra de Reclamação.

Sem a Segunda Vinda de Cristo não há ressurreição para os mortos em Cristo nem transformação para nós os que vivemos. E é Cristo o que nos fala com essa Grande Voz de Trombeta através do Seu Anjo Mensageiro, e nos revela todas estas coisas que devem ser cumpridas neste tempo final, as quais foram prometidas.

Ninguém poderá compreender o mistério do Sétimo Selo e da Sétima Trombeta, que é o mistério da Segunda Vinda de Cristo com Seus Anjos, exceto aqueles que estarão escutando a Voz de Cristo, essa Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, por meio do Seu Anjo Mensageiro.

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas Igrejas.”

Enviou quem, diz Cristo? Seu Anjo Mensageiro. Diz que enviou alguém mais? Não diz que enviou alguém mais, diz que enviou Seu Anjo Mensageiro.

E por meio da Voz de Cristo através do Seu Anjo Mensageiro, que é a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final, todos os pregadores e todas as pessoas e todas as Igrejas poderão obter o conhecimento do mistério da Segunda Vinda de Cristo com Seus Anjos neste tempo final; e obter assim o conhecimento de todas estas coisas que em breve devem acontecer, conforme a como Deus as prometeu para este Último Dia, para este tempo final.

Não há outra forma para poder compreender estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final; somente por meio do Anjo do Senhor Jesus Cristo enviado para dar testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer; porque por meio do Seu Anjo Mensageiro, Cristo estará soando a Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, estará soando a Grande Voz de Trombeta do dia primeiro do sétimo mês, essa festa das trombetas que se efetuava e que se efetua no meio do povo hebreu.

E vejam na forma em que Deus a estará convertendo em uma realidade no meio da Sua Igreja e no meio do povo hebreu; porque o que é a Sétima Trombeta para o povo hebreu, é o Sétimo Selo para a Igreja do Senhor Jesus Cristo; o que é a Vinda do Senhor para a Igreja gentia sob o Sexto Selo, é a Sétima Trombeta para o povo hebreu, é a Vinda do Senhor com Seus Anjos na manifestação das Duas Oliveiras, na manifestação de Cristo como Rei e Juiz de toda a Terra.

No dia primeiro do sétimo mês do calendário hebraico civil, esse dia primeiro do sétimo mês, que cai no mês de… (vamos ver em que mês) cai no mês de setembro (por aí), é um tempo muito importante no Programa de Deus.

A Voz da Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta é a Voz do Messias no Último Dia, a Voz de Cristo nosso Salvador falando à Sua Igreja, e depois ao povo hebreu, por meio do Seu Anjo Mensageiro. Isso é a Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta ou festa das trombetas do dia primeiro do sétimo mês do calendário hebraico, do calendário sagrado ou religioso. No calendário civil se torna o primeiro mês, e por isso é o dia do Ano Novo civil para o povo hebreu.

Bom, vimos este mistério de “O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA”; por isso a Voz de Cristo fala o juízo divino que vem sobre a raça humana, mas também fala as bênçãos de Deus que vêm para Sua Igreja e para o povo hebreu neste Último Dia ou sétimo milênio.

E também há bênçãos para todas as pessoas e nações que receberão a Palavra de Deus correspondente a este tempo final. Isto é em O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA. Assim há grandes bênçãos para cada um de vocês e para mim também.

De um momento a outro vai se fechar a Porta da Misericórdia; mas antes disso, todos os escolhidos estarão dentro do Corpo Místico de Cristo na Era da Pedra Angular; e aí vamos deixar.

Na tarde, primeiro Deus, às 3:00 da tarde, estaremos novamente reunidos, e estaremos vendo o tema: “TEMPO DE DESPERTAR À REALIDADE DO QUE DEUS ESTÁ FAZENDO HOJE”.

E já, com o que vimos nesta ocasião, despertamos à realidade de que estamos no tempo onde o do monte Sinai está sendo atualizado na Igreja do Senhor Jesus Cristo neste Último Dia; mas ainda há misericórdia; mas de um momento a outro terminará, e então já será muito tarde para muitas pessoas.

Já daí em diante se cumprirá o que está escrito: “Quem esteja sujo, seja sujo ainda; o imundo seja imundo ainda.” Por quê? Porque não se lavaram com o Sangue do Senhor Jesus Cristo. Não foram limpos com o Sangue de Cristo, porque não quiseram receber Cristo como seu Salvador, e depois já será muito tarde; mas o justo, o santo, santifique-se ainda.

“O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA”.

Vejam como encontramos através do Antigo Testamento e Novo Testamento tudo o que Deus prometeu para o Último Dia; e tudo corresponde à Era da Pedra Angular, que é o topo do Monte de Sião, o topo da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

“O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA”.

E aí é onde todos nós subimos para receber Cristo e escutar Sua Voz neste Último Dia, essa Grande Voz de Trombeta.

Que as bênçãos de Jesus Cristo nosso Salvador sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e em breve se complete o número dos escolhidos de Deus, e em breve os mortos em Cristo ressuscitem em corpos eternos e nós os que vivemos sejamos transformados, e sejamos todos levados à Casa do nosso Pai celestial, à Ceia das Bodas do Cordeiro. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

Muito obrigado por vossa amável atenção, amados amigos e irmãos presentes, radiouvintes, telespectadores, e também os que estão através da internet; e será até às 3:00 da tarde, primeiro Deus, em que estaremos novamente reunidos para continuar vendo todo o Programa Divino, e ver assim o tempo em que estamos vivendo, e despertar à realidade das coisas que Deus está fazendo neste tempo.

Recordem que estamos em um tempo paralelo ao tempo em que Moisés esteve no Sinai, lá com o povo, ao tempo também que Deus já tinha terminado a Criação, e ao tempo do Monte da Transfiguração. Nós estamos vivendo no tempo maior e glorioso de todos os tempos, e temos que estar despertos para esta realidade. Isso será na tarde, às 3:00 da tarde, que estaremos novamente reunidos para ver esse tema.

Bom, que Deus continue abençoando a todos, que Deus os guarde, e continuem tendo uma temporada natalina cheia das bênçãos de Jesus Cristo, vocês que estão presentes e também os que estão escutando nesta ocasião.

Que Deus os abençoe, que Deus os guarde; e novamente conosco deixo o reverendo Miguel Bermúdez Marín para continuar e finalizar nossa parte nesta ocasião. Que Deus os abençoe e guarde a todos.

“O QUE DEUS PROMETEU PARA O ÚLTIMO DIA”.

[Revisão novembro 2021]

Rolar para cima