Conferências

O Novo Templo
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on skype
Share on email
Share on print

Descargas

Traduções

O Novo Templo

Muito bom dia amados amigos e irmãos presentes, e telespectadores nos diferentes países latino-americanos e caribenhos, e na América do Norte.

Que as bênçãos de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre cada um de vocês e sobre mim também, e nos abra o entendimento para compreender Sua Palavra correspondente a este tempo final, e nos fale por Sua Palavra, nesta ocasião, todas as coisas que nós necessitamos compreender neste Último Dia. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

Nesta ocasião quero ler em São Mateus, capítulo 24, versículos 1 ao 3, onde diz:

“E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.

Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.

E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?”

Nosso tema para esta ocasião é: “O NOVO TEMPLO”. Esse é nosso tema para esta ocasião.

Nesta ocasião em que está Jesus com Seus discípulos em Jerusalém, mostram a Jesus os edifícios do templo, e Ele diz a eles:

“Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.”

Ou seja, que aqui Jesus Cristo está profetizando da destruição do templo em Jerusalém, e também em outras ocasiões profetizou sobre a destruição de Jerusalém.

Por exemplo, em São Lucas, capítulo 19, versículos 41 ao 44, no domingo de Ramos ou dia em que Jesus entrou em Jerusalém em um burrinho, diz capítulo 19, versículo 41 ao 44, de São Lucas:

“E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela,

Dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos.

Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados;

E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.”

Aqui também Jesus profetiza sobre a destruição de Jerusalém e do templo; e no ano 70 o general romano Tito entrou em Jerusalém e a destruiu, e destruiu o templo, depois de a ter cercada por uns dois anos. Encontramos que este general romano cumpriu as profecias que Jesus Cristo tinha dado sobre a cidade de Jerusalém e também do templo ali em Jerusalém.

Agora, vejam como para se cumprir os juízos divinos que Deus falou sobre a terra de Israel, e sobre Jerusalém e sobre o templo, apareceu um homem que deu cumprimento a essa promessa: o general romano Tito; sem perceber cumpriu o que tinha sido profetizado por nosso Senhor Jesus Cristo.

E agora, encontramos que o templo de Jerusalém foi destruído, foram levados cativos muitas pessoas e outros foram espalhados por diferentes nações; e o povo hebreu entrou em uma situação muito difícil, na qual foi perseguido e foram para diferentes nações para escapar do juízo divino que estava caindo sobre o povo hebreu. E em diferentes gerações, desde aqueles tempos até este tempo final, encontramos o povo hebreu passando por uma terrível perseguição, uma terrível tribulação, da qual Cristo nos diz que se não abreviasse aqueles dias nenhuma carne seria salva.

Agora, vejam vocês como essa perseguição que veio sobre o povo hebreu, por pouco Hitler, Mussolini e Stalin destroem o povo hebreu; mas por quanto Deus tinha feito promessa para o povo hebreu, de que na semana setenta Deus confirmaria o Pacto ao povo hebreu…; somente se cumpriu a primeira parte da semana setenta sob o ministério de Jesus Cristo, e falta (para o povo hebreu) a segunda parte da semana setenta, que são três anos e meio; assim como foram três anos e meio os que Cristo teve para ter Seu ministério no meio do povo hebreu, confirmando o Pacto com o povo hebreu.

Agora, vejam vocês como, por quanto Deus fez promessas para o povo hebreu, fez promessas a Abraão, o povo hebreu não pode ser destruído totalmente; mesmo que vieram diferentes etapas difíceis, nas quais por pouco é extirpado do planeta Terra; mas vejam vocês como Deus protegeu o povo hebreu, porque Deus fez promessas para o povo hebreu.

E para o tempo final Deus restaurará totalmente o povo hebreu, e restaurará o Reino de Davi no meio do povo hebreu; e o Trono de Davi será ocupado pelo Messias no meio do povo hebreu, o qual para o tempo final irá ao povo hebreu e confirmará o Pacto com o povo hebreu na segunda parte da semana setenta.

E depois desses três anos e meio, nos quais os reinos gentios estarão passando pela grande tribulação e os juízos divinos estarão caindo sobre o reino dos gentios, depois desse tempo começará o glorioso Reino Milenial de Cristo neste planeta Terra, no meio do povo hebreu; e reinará sobre o povo hebreu e sobre tudo o planeta Terra nosso Senhor Jesus Cristo.

Agora, vejam como a promessa do Trono de Davi — para reinar sobre o povo hebreu o Messias — corresponde a Cristo, ao Messias. E para o tempo final é que esse Trono será restaurado no meio do povo hebreu; e o Messias-Príncipe reinará sobre o povo hebreu e sobre todo o planeta Terra.

Agora, o povo hebreu esteve passando por estas etapas difíceis de perseguições, porque rejeitaram o Messias em Sua Primeira Vinda e pediram a morte d’Ele, e disseram: “Seu Sangue seja sobre nós e sobre nossos filhos”; e Deus esteve demandando o Sangue de Cristo das mãos do povo hebreu, porque eles pediram a morte de Cristo.

Ou seja, que quem planejou a morte de Cristo foi o povo hebreu; ou seja, que o crime cometido no tempo de Jesus, sobre a pessoa de Jesus, pelos romanos, quem cometeu esse crime intelectualmente foi o povo hebreu; portanto, são culpados do crime cometido contra Jesus, e o Sangue de Cristo esteve sendo demandado sobre o povo hebreu; e sobre os gentios parcialmente têm caído juízos divinos; mas os juízos da grande tribulação cairão sobre o reino dos gentios, porque o reino dos gentios foi o que crucificou Cristo, o império romano, o império dos gentios, que estava nas pernas de ferro.

E para o tempo do fim encontramos que estará nos pés de ferro e de barro de oleiro, e aí é onde o juízo divino cairá em toda sua plenitude sobre o reino dos gentios; e será vingado o Sangue derramado de Cristo na Cruz do Calvário, será demandado e será vingado da mão do reino dos gentios, que estará na etapa dos pés de ferro e de barro de oleiro.

Nos dias em que Jesus Cristo esteve aqui na Terra (dois mil anos atrás) o reino dos gentios estava na etapa das pernas de ferro, que era o império romano. E agora, para o tempo final, para o Último Dia, estará nos pés de ferro e de barro de oleiro, onde cairá o juízo divino sobre o reino dos gentios.

Agora, encontramos que o juízo divino esteve caindo sobre o povo hebreu, e a cidade de Jerusalém foi destruída no ano 70, e também o templo foi destruído; e onde estava o templo de Jerusalém foi construída a mesquita de Omar, que é um templo dos gentios o qual permanece ali, foi construída centenas de anos depois. Mas vejam vocês, o povo hebreu não pôde construir outro templo ali em Jerusalém, no lugar que Deus assinalou para a construção do templo.

E agora, o povo hebreu esteve sem templo e, consequentemente, esteve sem o sacrifício da expiação e sem os sacrifícios correspondentes para seus pecados serem cobertos, e também ter paz para com Deus, serem reconciliados com Deus, como eram reconciliados no dia da expiação, no dia dez do sétimo mês, quando se sacrificava o bode e levava o sangue ao lugar santíssimo, e colocava sobre o propiciatório, onde estava a presença de Deus; e era reconciliado o povo hebreu com Deus a cada ano, para assim o juízo divino não cair sobre o povo hebreu, mas vir a bênção de Deus sobre o povo hebreu.

Mas por quanto não tiveram templo, não tiveram lugar onde levar o sangue da expiação do bode e, consequentemente, o juízo divino esteve sobre o povo hebreu, porque não estiveram reconciliados com Deus. E por isso é que tiveram tanto problema (o povo hebreu) durante estes dois mil anos que transcorreram.

Mas vejam vocês, o povo hebreu já esteve regressando à sua terra, mas não tem templo ainda, pois ali está a mesquita de Omar. Eles esperam que com a Vinda do Messias se restaure o templo em Jerusalém.

Mas vejam vocês, quando Cristo falou da destruição do templo que estava em Jerusalém, também estava ali dando a entender que viria um novo templo; e esse Novo Templo é o que nós precisamos conhecer, para entrar nesse Templo e sermos reconciliados com Deus, e receber as bênçãos de Deus, e ver a manifestação de Deus em Seu Templo, em cada uma das etapas do Programa Divino.

Agora, qual é o novo templo de Deus? Porque o templo que estava em Jerusalém foi destruído.

Encontramos que quando o povo hebreu teve o tabernáculo que Moisés levantou, ali estava Deus manifestado em Seu templo; e quando Salomão construiu o templo, colocou a arca do pacto que estava no tabernáculo que Moisés tinha levantado, e colocou (dentro desse templo que Salomão levantou) a arca do pacto, e colocou no lugar santíssimo a arca do pacto, e também colocou ali dois querubins gigantes, de madeira de oliveira, cobertos de ouro.

E vejam vocês, quando o povo hebreu já não teve mais o tabernáculo de Moisés, teve o templo de Salomão; e quando o templo do Salomão foi destruído, depois mais adiante teve um novo templo, o qual foi um templo que veio como a restauração do templo de Salomão. Ou seja, um novo templo em cada ocasião em que era destruído, depois, mais adiante, vinha uma restauração do templo no lugar onde tinha estado o templo de Salomão; e esse era um novo templo a cada vez que era restaurado, mas era no mesmo lugar.

E agora, necessitamos o novo templo que vai depois do templo que foi destruído no ano 70 pelo imperador romano (o qual veio se tornou imperador depois, mas que primeiro foi o general romano Tito).

E agora, encontramos que o novo templo que seria construído, o construiria o Messias; e a esperança do povo hebreu, de que o Messias construirá o novo templo, está para ser cumprida essa esperança em toda sua plenitude; porque o Messias esteve construindo um templo, mas este templo é um Templo com seres humanos e de seres humanos, chamado a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Esse é o Novo Templo, o qual o Messias construiria, para morada de Deus em Espírito Santo em toda Sua plenitude; e foi tipificado na restauração do templo que o príncipe Zorobabel, descendente do rei David, realizou.

E Cristo, como descendente do rei David, constrói o Novo Templo, chamado no Novo Testamento: a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Por isso é que São Paulo, nos falando deste Novo Templo, nos diz em sua carta aos Efésios, capítulo 2 e versículos 19 em diante:

“Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor (aqui temos o Novo Templo).

No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.”

Aqui temos o Novo Templo, o qual Jesus Cristo esteve construindo de era em era. Este Novo Templo foi representado ou foi simbolizado no tabernáculo que Moisés construiu e no templo que o rei Salomão construiu.

Sempre o templo em Jerusalém estava representando um Novo Templo que viria, que seria feito com seres humanos, o qual é a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Assim como também cada ser humano é um templo, e tem as mesmas partes que tem o tabernáculo que Moisés construiu e o templo que o rei Salomão construiu.

O tabernáculo que Moisés construiu e o templo que Salomão construiu tinham átrio, lugar santo e lugar santíssimo. E o ser humano como indivíduo tem: átrio, que é o corpo; tem lugar santo, que é o espírito; e tem lugar santíssimo, que é a alma.

Agora vejam, também a Igreja do Senhor Jesus Cristo como Templo tem Átrio, tem Lugar Santo e tem Lugar Santíssimo. O Átrio corresponde ao tempo de Adão até Cristo; e o Lugar Santo corresponde às eras da Igreja gentia, incluindo o tempo dos apóstolos; e o Lugar Santíssimo corresponde à Era da Pedra Angular.

Agora vejam como o Lugar Santo corresponde as sete etapas ou eras da Igreja gentia, juntamente com o tempo dos apóstolos; e o Lugar Santíssimo corresponde à Era da Pedra Angular.

E este Templo esteve sendo construído com seres humanos; e por isso quando Cristo morreu na Cruz do Calvário, todas aquelas pessoas que tinham sacrificado os animaizinhos pelo pecado, os pecados deles tinham sido cobertos com o sangue desses animaizinhos e estavam no Paraíso vivendo os que já haviam morrido; e quando Cristo morreu na Cruz do Calvário e derramou Seu Sangue precioso, os pecados de todas aquelas pessoas que tinham morrido e estavam no Paraíso vivendo…, os quais tinham oferecido a Deus um sacrifício pelo pecado, um animalzinho, que era tipo e figura de Cristo morrendo na Cruz do Calvário, eram tipo e figura (todos esses sacrifícios do povo hebreu) do Sacrifício de Cristo na Cruz do Calvário.

Agora, vejam vocês, quando Cristo morreu na Cruz do Calvário e derramou Seu Sangue, os pecados daquelas pessoas …, que estavam cobertos com o sangue daqueles animaizinhos, porque o sangue dos animais não tira o pecado mas os cobria diante da presença de Deus; mas quando Cristo morreu, foram tirados os pecados de todas aquelas pessoas que estavam no Paraíso, os quais tinham crido no sacrifício daqueles animaizinhos, como tipo e figura do Messias em Sua Vinda.

E agora, aquelas pessoas foram feitas perfeitas quando Cristo morreu na Cruz do Calvário. E por essa causa, quando Cristo morreu e depois ressuscitou ao terceiro dia (ressuscitou no domingo pela manhã), os Santos do Antigo Testamento ressuscitaram com Ele, e diz a Escritura que apareceram a muitas pessoas na cidade de Jerusalém. Isso está em São Mateus, capítulo 27, versículos 51 em diante, onde diz:

“E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;

E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;

E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele (Quando saíram dos sepulcros? depois da ressurreição de Cristo), entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.”

Também Cristo quando ressuscitou apareceu a muitas pessoas; nos diz a Escritura que apareceu a mais de 500 pessoas, as quais o viram subir ao Céu quando Ele se foi ao Céu para ir ao Lugar de Intercessão no Céu.

Em Primeira de Coríntios, capítulo 15, versículo 6, nos diz que apareceu a muitas pessoas. Vamos ver, diz [versículo 1]:

“Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado; o qual também recebestes, e no qual também permaneceis.

Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado; se não é que crestes em vão.

Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras,

E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.

E que foi visto por Cefas (ou seja, a Pedro), e depois pelos doze.

Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também.

Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos.

E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo.

Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus.

Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo.

Então, ou seja, eu ou sejam eles, assim pregamos e assim haveis crido.”

Assim diz São Paulo em Primeira de Coríntios, capítulo 15, versículo 1 ao 11.

Agora vejam como apareceu Cristo depois de ressuscitado a mais de 500 pessoas, conforme o que nos diz o apóstolo São Paulo nesta passagem.

E vejam vocês, também ressuscitaram e apareceram a muitas pessoas os Santos do Antigo Testamento, que foram feitos perfeitos; ou seja, que ressuscitaram em corpos eternos; e quando Cristo subiu ao Céu foram com Cristo ao Céu.

E vejam vocês como estes Santos do Antigo Testamento são as pessoas que estavam no Átrio, e o átrio é o lugar dos sacrifícios; e isso é o Átrio da Casa de Deus, da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E agora, vejam vocês, depois temos o Lugar Santo, que corresponde ao tempo do Sacrifício de Cristo para cá, onde estiveram sendo chamados e juntados todos os filhos e filhas de Deus que correspondem ao Lugar Santo do Templo espiritual de Jesus Cristo; este Templo do qual nos fala o apóstolo São Paulo também, em Hebreus, capítulo 3, versículos 5 ao 6, onde diz:

“E, na verdade, Moisés foi fiel em toda a sua casa, como servo, para testemunho das coisas que se haviam de anunciar;

Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim.”

Agora, vejam vocês qual é a Casa de Deus, o Templo de Deus, diz São Paulo: “Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós,…

A Casa de Deus é Sua Igreja, a Casa de Deus são os filhos e filhas de Deus, que pertencem ao Corpo Místico de Cristo; e… a Casa de Deus é a descendência de Deus, os filhos e filhas de Deus, que compõem o Corpo Místico de Cristo, a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Vejam, com filhos e filhas Deus está construindo o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual.

E agora podemos ver como esta Casa de Deus, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, este Novo Templo, esteve sendo construído de era em era, e já nos encontramos no tempo final.

Agora, vejam como Cristo, de era em era, durante a Dispensação da Graça esteve no Lugar Santo construindo essa parte do Lugar Santo; e por meio de cada anjo mensageiro enviado em cada era esteve chamando e juntando Seus escolhidos de cada era, e assim construindo o Lugar Santo desse Templo de Deus, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E agora, vejam como Cristo passou de uma era a outra por meio da manifestação de Cristo em Espírito Santo através do mensageiro de cada era; e assim também passou de uma nação a outra e de um continente a outro. passou de uma nação a outra e de um continente a outro, e de uma era a outra, como passou? Passou no mensageiro que Deus enviou para uma nova era e um novo território.

E Cristo se moveu de uma era a outra, de um mensageiro a outro, e de um território a outro território; e isso foi nada menos que os sete espíritos de Deus que percorrem toda a Terra, que é a manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo por meio de cada anjo mensageiro que Ele enviou à Sua Igreja durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia.

Olhos também na Bíblia, representam profetas; e estes sete espíritos de Deus, que são as sete manifestações de Jesus Cristo em Espírito Santo em Sua Igreja durante a Dispensação da Graça e durante as sete eras da Igreja gentia, encontramos que foram as sete manifestações de Jesus Cristo em Espírito Santo em cada um destes profetas que Ele enviou, destes mensageiros que Ele enviou durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia. Foi nada menos que a manifestação dos sete olhos de Deus que percorrem toda a Terra, pela Ásia Menor, Europa e América do Norte.

Na Ásia Menor enviou São Paulo, aí temos a manifestação do primeiro dos olhos de Deus, a manifestação do Espírito de Deus em São Paulo.

Depois temos a manifestação de cinco olhos; dos sete olhos, cinco olhos manifestados na Europa, que foram as manifestações do Espírito Santo, de Jesus Cristo em Espírito Santo, em cinco mensageiros que enviou ao território europeu, os quais foram os mensageiros de cinco eras que se cumpriram na Europa, em diferentes tempos.

E depois dali se move… Depois ali se move de nação em nação, de território em território na Europa, e de era em era; e chama e junta os escolhidos de cada era na construção do Seu Templo, Seu Templo espiritual, o Novo Templo que Jesus Cristo em Espírito Santo está construindo por meio da Sua manifestação através desses mensageiros de cada era e de cada dispensação.

Agora, encontramos que depois dessas cinco manifestações na Europa, passa Jesus Cristo em Espírito Santo à América do Norte, e se manifesta Jesus Cristo em Espírito Santo na América do Norte; passa ao mensageiro da sétima era da Igreja gentia: o reverendo William Branham, e através dele se manifesta Jesus Cristo na sétima etapa ou era da Igreja gentia; e aí temos o sétimo olho de Deus manifestado, o sétimo espírito de Deus manifestado, ou seja, a sétima manifestação do Espírito Santo, das sete manifestações que teria no Lugar Santo de Seu Templo espiritual, na construção do Lugar Santo do Seu Templo espiritual.

E agora, vejam vocês como passou por meio de cada anjo mensageiro de uma era a outra, e de um território a outro, e de uma Mensagem a outra Mensagem; ou seja, passou com uma Mensagem nova a uma nova era e a uma nova dispensação; e com um povo novo, vejam vocês, esteve manifestado sempre de era em era; e com um novo mensageiro.

E depois que percorreu essas sete etapas da Igreja gentia por esses sete territórios: Ásia Menor, Europa e América do Norte, onde houve sete territórios onde se cumpriram essas eras, agora passou à América Latina e ao Caribe para o cumprimento da Era da Pedra Angular, que é a Era do Lugar Santíssimo do Templo espiritual de Cristo, para chamar e juntar Seus escolhidos do tempo final; porque diz a Escritura, diz Jesus [São Mateus 24:31]:

“E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos…”

É para este tempo final onde Cristo, por meio da Sua manifestação do tempo final, chama e junta Seus escolhidos na Era da Pedra Angular, ou seja, na Era do Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, na construção do Seu Templo espiritual; os chama e os junta para construir esse Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual.

E quando se completar o número dos escolhidos de Deus, se completará a construção do Lugar Santíssimo do Templo espiritual de Cristo, e estará terminado o Templo, o Novo Templo, e será cheio da plenitude do Espírito de Deus; como foi cheio do Espírito de Deus o tabernáculo de Moisés quando foi levantado e dedicado a Deus por Moisés, e como foi cheio do Espírito de Deus o templo que Salomão construiu, quando foi terminado e dedicado a Deus.

E para o Último Dia, o Novo Templo, que de era em era teve as primícias do Espírito; para o Último Dia, quando for terminado o trabalho da construção do Lugar Santíssimo desse Templo espiritual, será cheio da plenitude de Deus, os mortos em Cristo ressuscitarão em corpos eternos e nós os que vivemos seremos transformados; e aí teremos o Novo Templo cheio da plenitude de Deus no Último Dia, o qual será visto pelo povo hebreu e reconhecerá que Deus está nesse Templo composto por seres humanos, chamado a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

E é nesse Templo onde serão vistas as maiores manifestações de Deus, que Ele prometeu para realizar no Último Dia.

E o povo hebreu verá Deus manifestado em toda Sua plenitude através de carne humana em Seu Templo espiritual, no Novo Templo, o verá manifestado no Lugar Santíssimo, e dirá: “Este é quem nós estamos esperando!” O Verá no Novo Templo manifestado.

E desde o Lugar Santíssimo do Novo Templo será que sairá a Voz de Deus, a Mensagem de Deus, a Mensagem do Evangelho do Reino para o povo hebreu; e sairão também os sinais e maravilhas que o povo hebreu necessita ver no Último Dia, para perceber que Deus está em um Novo Templo chamado a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Agora vejam O MISTÉRIO DO NOVO TEMPLO.

Este Novo Templo está sendo construído de era em era por meio da Obra de Jesus Cristo em Espírito Santo ao as pessoas em Jesus Cristo crerem como Seu Salvador e receber assim o perdão dos seus pecados, e lavar seus pecados no Sangue de Cristo, e depois receber o Espírito Santo, e assim entrar no Corpo Místico de Cristo, ou seja, a este Novo Templo composto por seres humanos.

É por meio do novo nascimento que entramos neste Corpo Místico de crentes, neste Templo espiritual, neste Novo Templo. Cristo falando deste novo nascimento disse a Nicodemos: “Em verdade, em verte te digo, que o que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.” Ou seja, não o pode compreender.

Nicodemo estava muito interessado no Reino de Deus e pergunta a Cristo… Capítulo 3 de São João, versículos 1 em diante, temos a história deste momento em que Nicodemos se encontrou com Cristo. E agora, lendo do versículo 3 em diante, diz:

“Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.

Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.

O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.”

Aqui, vejam vocês como Cristo que fala com Nicodemos do novo nascimento. Em São João, capítulo 1, versículo 11 ao 13, diz:

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam (ou seja, o povo hebreu).

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome;

Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.”

Agora vejam como estas pessoas que recebem potestade de serem feitos filhos de Deus, é por meio do Espírito de Deus que obtêm esse novo nascimento e nascem como filhos e filhas de Deus.

Quando nascemos neste planeta Terra por meio de papai e mamãe não nascemos como filhos ou filhas de Deus; nascemos como seres humanos neste reino do mundo. Mas quando recebemos Cristo como nosso Salvador, e lavamos nossos pecados no Sangue de Cristo, e recebemos Seu Espírito Santo, nascemos de novo e nascemos como filhos ou filhas de Deus.

Filhos e filhas de Deus, nascendo onde? No Reino de Deus, nascendo no Corpo Místico de Cristo, nascendo na Igreja do Senhor Jesus Cristo, por meio de crer em Cristo como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo; e assim é como nascemos de novo e obtivemos um corpo teofânico da sexta dimensão, ou seja, um espírito teofânico da sexta dimensão, o qual é chamado na Bíblia “o Anjo do Senhor que acampa ao redor dos que o temem e os defende.”

A Igreja primitiva tinha conhecimento deste anjo. Quando Pedro esteve no cárcere e foi libertado pelo Anjo de Deus, chegou à casa onde estavam reunidos os que estavam orando por ele, onde estava a Igreja orando por ele, e bateu à porta; e uma jovem chamada Rode foi até a porta e percebeu que era Pedro (seguramente abriu alguma janelinha como as que têm em algumas nações na porta para não abrir a porta por completo); e viu que era Pedro e regressou ao grupo que estava orando por ele ali na casa, e lhes diz: “É Pedro!” Eles dizem: “Não é Pedro, é seu anjo.” Pensaram que já o tinham matado e que agora Pedro estava em seu anjo, em seu corpo teofânico, visitando-os; mas Pedro estava em seu corpo de carne, que tinha sido libertado do cárcere pelo Anjo de Deus.

E agora, vejam vocês como a Igreja primitiva tinha conhecimento do anjo que cada filho e filha de Deus recebe, tem, que é seu corpo teofânico, quando creu em Cristo como seu Salvador, lavou seus pecados no Sangue de Cristo e recebeu Seu Espírito Santo, o Espírito Santo, o Espírito de Jesus Cristo.

Agora podemos ver este mistério tão grande do anjo que cada pessoa tem; o qual é chamado pelo apóstolo São Paulo “um edifício não feito por mãos”. Diz que se nosso corpo terreno se desfizesse, temos um edifício não feito por mão; esse é o corpo teofânico ao qual vamos quando a pessoa termina seus dias neste corpo terreno, a pessoa vai viver no Paraíso nesse corpo teofânico que recebeu quando recebeu o Espírito de Cristo.

E agora, vejam vocês como os que já partiram se encontram nesse corpo teofânico vivendo no Paraíso; um corpo que é parecido ao nosso corpo, mas de outra dimensão.

E agora, podemos ver que também Jesus Cristo disse que os anjos destes pequeninos (falando dos Seus filhos), representados tanto nos discípulos de Jesus Cristo como nas crianças, diz: “Seus anjos veem o rosto do Meu Pai cada dia”, falando dos seus anjos, dos seus corpos teofânicos que têm todos os filhos e filhas de Deus.

Agora, podemos ver que se requer o novo nascimento, o qual do Dia de Pentecostes em diante esteve sendo efetuado em cada pessoa que tem seu nome escrito no Livro da Vida do Cordeiro.

Cristo falou da Vinda do Espírito Santo; e também o profeta precursor da Primeira Vinda de Cristo falou do Espírito Santo, e disse que viria sobre todos os crentes e seguidores de Cristo, do Messias. Diz em São Mateus, capítulo 3, versículo 11:

“E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.”

Quem é quem batizará em Espírito Santo e Fogo? O Senhor Jesus Cristo, quem viria depois de João Batista.

E agora, vejam vocês o porquê os seguidores de João que não seguiram a Jesus não puderam receber o Espírito Santo e, consequentemente, não puderam receber o novo nascimento e, consequentemente, não eram parte do Corpo Místico de Cristo; até que mais adiante receberam Cristo como seu Salvador, e depois receberam o Espírito de Cristo, e vieram fazer parte da Igreja do Senhor Jesus Cristo. Porque para ser parte da Igreja De Jesus Cristo tem que ser um crente e seguidor do nosso Senhor Jesus Cristo, e tem que crer n’Ele como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo.

E assim é como viemos a formar parte da Igreja do Senhor Jesus Cristo, deste Corpo Místico de crentes, que é o Novo Templo que seria construído pelo Messias-Príncipe, por Jesus Cristo nosso Salvador.

Vejam vocês como Cristo falando do Espírito Santo e Sua Vinda, disse em São João, capítulo 14, versículo 26. Diz:

“Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.”

Agora vejam como Cristo aqui promete a Vinda do Espírito Santo e diz que virá em Seu Nome, virá no Nome de Jesus Cristo.

Em São João, capítulo 15, versículo 26, também nos fala do Consolador, e diz da seguinte maneira:

“Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim.

E vós também testificareis, pois estivestes comigo (desde quando?) desde o princípio.”

E em São João, capítulo 16, versículo 12 em diante, diz:

“Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.

Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.

Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar.

Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.”

Agora, vejam vocês como também aqui Cristo promete a Vinda do Consolador, a Vinda do Espírito Santo, e diz que nos ensinará todas as coisas que hão de acontecer.

E agora podemos ver a promessa da Vinda do Espírito Santo para todos os crentes em Jesus Cristo que lavaram seus pecados no Sangue de Jesus Cristo, para poderem assim nascer de novo, receber o Espírito de Cristo e nascer de novo, nascer no Corpo Místico de Cristo e vir fazer parte deste Novo Templo que Jesus Cristo esteve construindo.

Ele esteve construindo um Novo Templo, que é uma nova raça que Ele esteve criando de etapa em etapa. Por isso é que em Apocalipse, capítulo 3, versículo 14, Deus nos diz aí da seguinte maneira:

“E ao anjo da igreja de Laodiceia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:”

Quem é o princípio da Criação de Deus? Ele é Jesus Cristo. Ele é o princípio da Criação de Deus, Ele é o princípio desta Nova Criação que Deus esteve realizando, chamada a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Por isso Ele é a cabeça da Sua Igreja, Ele é o primeiro desta nova raça. Ele é o homem perfeito que veio à Terra, e disse: “Antes que Abraão nascesse, eu sou. E Abraão desejou ver meu dia, o viu e se alegrou.”

Ele é antes que Abraão, Ele é antes que Adão também. João Batista disse: “Ele é primeiro que eu.” Assim foi primeiro que João, foi primeiro que Abraão e foi primeiro que Adão também.

E agora, vejam vocês como Jesus Cristo sendo primeiro que João e primeiro que Abraão e primeiro que Adão, isto se refere a Jesus Cristo em Seu corpo teofânico, nesse corpo teofânico da sexta dimensão. Ele foi neste corpo teofânico antes de Adão e antes que qualquer outra pessoa, porque Ele é o princípio da Criação de Deus.

Deus criou para si um corpo teofânico chamado o Verbo. Em São João, capítulo 1, versículo 1 ao 18, onde nos diz:

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

Ele estava no princípio com Deus.

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.”

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

Ele estava no princípio com Deus.

São João, capítulo 1, versículo 1 aos 3, diz:

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.”

Ele é quem criou os Céus e a Terra, como diz Gênesis, capítulo 1, versículo 1: “No princípio criou Deus o céu e a terra.”

E quem foi o que criou os Céus e a Terra? O Verbo que estava com Deus e o Verbo que era Deus. Ou seja, era Deus em Seu corpo teofânico, um corpo teofânico que é parecido ao nosso corpo, mas de outra dimensão.

Assim que quem criou os Céus e a Terra é nada menos que um homem da sexta dimensão, é o primeiro homem da sexta dimensão, é o primeiro homem que foi criado, mas de outra dimensão. E foi criado por Deus esse homem, esse corpo teofânico da sétima dimensão.

E sabem quem estava dentro desse corpo, desse homem? Deus. Era nada menos que o corpo teofânico de Deus da sexta dimensão.

Depois encontramos que mais adiante, depois de criar os Céus e a Terra, criou mais adiante o ser humano, a Adão; o criou primeiro na sexta dimensão, criou-lhe um corpo teofânico também, onde colocou a alma de Adão, e ali esteve Adão confraternizando com Deus em seu corpo teofânico. E depois Deus criou um corpo de carne para Adão, do pó da terra; mas Deus ainda para Si mesmo não tinha criado um corpo de carne.

Mas Deus mais adiante criou um corpo de carne chamado Jesus: Criou um corpo de carne no ventre de Maria, criou uma célula de vida, a qual se multiplicou célula sobre célula, e formou, criou o corpo de Jesus, o qual nasceu em Belém da Judeia dois mil anos atrás aproximadamente. E esse corpo que nasceu em Belém da Judeia é o corpo de carne de Deus para a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, do Verbo encarnado, do Verbo vindo em carne humana.

Diz São João, capítulo 1, versículo 14: “E aquele Verbo se fez carne, e habitou entre nós.” Quando o Verbo se encarnou, quando se encarnou Deus com Seu corpo teofânico, foi conhecido pelo nome de Jesus, o qual nasceu em Belém da Judeia.

Assim que Jesus é o corpo de carne que Deus criou para si para visitar a raça humana, que estava caída, para visitar o povo hebreu e para realizar Sua Obra de Redenção na Cruz do Calvário, e criar uma nova raça.

Porque a raça descendente de Adão está caída; e a restauração do ser humano é a restauração do Templo de Deus, do Novo Templo, porque o ser humano é um templo para Deus.

Mas sendo Adão um templo para Deus, foi destruído, caiu Adão e, consequentemente, caiu a raça humana e, consequentemente, o templo de Deus para morar em toda Sua plenitude foi destruído; e é restaurado na Igreja do Senhor Jesus Cristo, que é o Novo Templo; criado esse Novo Templo, construído por Jesus Cristo, o qual é nada menos que o grupo de filhos e filhas de Deus escritos no Céu desde antes da fundação do mundo, no Livro da Vida do Cordeiro, os quais viriam à Terra em carne humana, por meio de uma raça caída, para fazer contato com Cristo, e Cristo criar o novo homem em e com essas pessoas, e assim fazer um Novo Templo do ser humano.

O ser humano como indivíduo, vejam vocês como é restaurado, como Deus cria, constrói, um Novo Templo, para Deus morar dentro do ser humano por meio de crer em Cristo como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo; assim é como chegamos a ser um Templo para Deus como indivíduos. E por quanto Cristo, estando em Espírito Santo dentro de nós, Ele está construindo esse Templo até que o leve a perfeição, até que sejamos perfeitos, e sejamos a imagem e semelhança de Jesus Cristo, e Deus more em nós em toda Sua plenitude.

E agora, isso será a manifestação dos filhos e filhas de Deus, isso será a adoção, ou seja, a redenção do nosso corpo, que será a transformação dos nossos corpos (dos que estamos vivos), e a ressurreição dos mortos em Cristo.

Agora vejam como este Novo Templo será cheio da glória de Deus em toda Sua plenitude. Primeiro recebemos as primícias do Espírito; e no Último Dia, quando os mortos em Cristo ressuscitarem em corpos eternos e nós formos transformados, estaremos com a plenitude do Espírito de Deus, ou seja, estaremos com a dupla porção, e assim estaremos como Templo do Espírito de Deus em toda Sua plenitude.

Deus estará morando em cada um de vocês e em mim também em toda Sua plenitude, e em cada um dos escolhidos das eras passadas. E na Igreja do Senhor Jesus Cristo, como o Novo Templo, estará morando em toda Sua plenitude no Último Dia, quando os mortos em Cristo ressuscitarem e nós os que vivemos formos transformados.

Enquanto chega esse momento, Deus esteve morando nas primícias do Espírito, em Seu Templo espiritual e em cada um de nós como Templo de Deus, como indivíduos, ou seja, estando o Espírito de Cristo nas primícias, que é o batismo do Espírito Santo, onde recebemos o corpo teofânico da sexta dimensão. E com a plenitude do Espírito Santo receberemos o novo corpo físico e eterno que Ele prometeu para cada um de vocês e para mim também, e para todos os Santos das eras passadas.

Agora, vimos qual é o Novo Templo que seria construído pelo Messias-Príncipe, o descendente de Davi, que é nosso Senhor Jesus Cristo.

E agora podemos ver que é neste tempo final onde — na Era da Pedra Angular — se realiza a construção mais importante do Templo espiritual de Cristo, deste Novo Templo, que é a construção do Lugar Santíssimo, com seres humanos.

E por isso, Jesus Cristo em Espírito Santo passou da América do Norte à América Latina e ao Caribe, para construir o Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, para construir a Era da Pedra Angular, com latino-americanos e caribenhos. E por isso é que para os latino-americanos e caribenhos a promessa de Apocalipse, capítulo 22, é convertida em uma realidade no Último Dia; onde diz: Apocalipse, capítulo 22, versículo 16:

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas Igrejas.”

E por meio desse Anjo Mensageiro, Jesus Cristo passa da América do Norte à América Latina e ao Caribe, e traz uma Mensagem nova dispensacional para todos os filhos e filhas de Deus, para chamá-los e juntá-los na Era da Pedra Angular, e assim construir com seres humanos a Era da Pedra Angular, que é o Lugar Santíssimo do Templo espiritual de Cristo, deste Novo Templo que Jesus Cristo esteve construindo.

Este Novo Templo que Ele esteve construindo é a criação de uma nova raça; uma nova raça que primeiro recebe a imagem de Cristo, que é o corpo teofânico, e depois receberá a semelhança física de Cristo, semelhança física visível de Cristo, de Jesus Cristo, que é o corpo eterno que Ele dará a todos nós; e todos seremos a imagem e semelhança do nosso Senhor Jesus Cristo.

Atualmente somos a imagem de Jesus Cristo ao ter o corpo teofânico, pois já temos a imagem de Jesus Cristo, que é a teofania; e no Último Dia, neste tempo final no que vivemos, receberemos também a semelhança física, o corpo físico como o do nosso Senhor Jesus Cristo, um corpo eterno, no qual viveremos por toda a eternidade, um corpo eterno e glorificado, o corpo que Deus tinha desenhado, tinha predestinado, tinha ordenado para cada um de vocês e para mim também, e para cada membro deste Novo Templo, que é Sua Igreja, a qual esteve sendo construída de era em era.

Agora podemos ver este mistério do Novo Templo; e vimos que este Novo Templo que Messias construiria é o Novo Templo que se chama a Igreja do Senhor Jesus Cristo; esse é o Novo Templo que seria construído para morada de Deus em Espírito Santo em toda Sua plenitude.

E onde se encontra atualmente Jesus Cristo em Espírito Santo construindo este Novo Templo que Ele prometeu construir? Encontra-se na América Latina e no Caribe, construindo o Lugar Santíssimo deste Novo Templo, que é Sua Igreja, a qual passou por diferentes etapas e agora se encontra na etapa do Lugar Santíssimo em Sua construção, para Deus morar em toda Sua plenitude no Lugar Santíssimo deste Templo espiritual, deste Novo Templo.

E assim como entrou no tabernáculo que Moisés construiu e dedicou a Deus, e assim como entrou no templo que Salomão construiu e dedicou a Deus, e morou sobre o propiciatório no meio dos dois querubins de ouro, o propiciatório que estava sobre a arca do pacto, no lugar santíssimo, assim Deus morará em toda Sua plenitude no Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, sobre a Arca do Pacto, sobre o Propiciatório, no meio dos Dois Querubins de Ouro, que representam os ministérios das Duas Oliveiras, os ministérios de Moisés e Elias.

Agora podemos ver o porquê as Duas Oliveiras de Apocalipse 11 têm uma manifestação poderosa de Deus: é a manifestação poderosa de Deus em Espírito Santo em toda Sua plenitude no Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, sobre a Arca do Pacto, sobre o Propiciatório, no meio dos dois querubins de ouro e no meio dos dois querubins de madeira de oliveira cobertos de ouro que Salomão colocou no lugar santíssimo do tabernáculo ou templo que o rei Salomão construiu.

E por isso Jesus Cristo, assim como construiu o castiçal ou candelabro com suas sete lâmpadas e suas chamas acesas, que representam as sete etapas ou eras da Igreja gentia com Seus anjos mensageiros, vejam vocês como Cristo materializou em Sua Igreja, em seres humanos, o castiçal ou candelabro, como o construiu; e vejam vocês como construiu o Lugar Santo do Seu Templo espiritual.

E agora, para o tempo final, constrói o Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, e constrói a Arca do Pacto, e constrói o Propiciatório, e constrói os Dois Querubins de Ouro que estão sobre o Propiciatório, e constrói também os Dois Querubins de madeira de oliveira cobertos de ouro. Todo isso é o que Cristo estará materializando no Último Dia em Sua Igreja em carne humana, em Seu Novo Templo, Sua Igreja, para Deus morar, Jesus Cristo em Espírito Santo, em toda Sua plenitude, neste Novo Templo que Ele esteve criando, que Ele esteve construindo de etapa em etapa.

Assim que o povo hebreu já não necessita mais, ter um templo literal lá em Jerusalém, porque Jesus Cristo o Filho de Davi, o Príncipe, que construirá o Templo, esteve construindo o Novo Templo com pedras vivas.

Vejam vocês que o apóstolo São Pedro nos fala deste Templo, e nos mostra que é um Templo construído com seres humanos, com seres humanos que vem fazer parte deste Templo espiritual. Diz em Primeira de Pedro, capítulo 2, versículo 1 em diante, diz:

“Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo;

Se é que já provastes que o Senhor é benigno;

E, chegando-vos para ele (ou seja, a Cristo), pedra viva…”

Ele é o que? Pedra viva, Ele é a Pedra que os edificadores rejeitaram, Ele é a Pedra de Ângulo.

“E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa,

Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.”

Agora, vejam vocês, assim como Cristo é uma Pedra viva, ou seja, Cristo é uma Pedra humana perfeita: a Pedra Angular, a Pedra de Ângulo que os edificadores rejeitaram, assim também nós somos (o quê?) pedras vivas. E encontramos que somos pedras vivas para quê? Somos pedras vivas para sermos edificados como uma Casa espiritual; esta Casa espiritual que é o Novo Templo, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Agora, vejam vocês como continua dizendo aqui São Paulo:

“Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido.”

Agora vejam como Deus colocou neste Novo Templo, que é Sua Igreja, representada no Monte de Sião ou Monte de Deus, Deus colocou Cristo, o qual está construindo este Templo espiritual, e do qual Ele é a Pedra Angular. Ele é o princípio da Criação de Deus, e nós somos (o que?) a continuação da Criação de Deus.

E assim como Ele é a Pedra de Ângulo, nós somos pedras vivas também, no Templo de Deus, no Novo Templo que Cristo esteve construindo e que neste tempo se encontra na fase ou etapa final, a etapa do Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual; para, quando for terminada esta parte, ser dedicado a Deus este Templo espiritual e Deus morar em toda Sua plenitude neste Templo espiritual.

E estará manifestado neste Templo espiritual na manifestação prometida para o Último Dia, onde grandes maravilhas serão realizadas e onde Deus estará falando em toda Sua plenitude desde Seu Templo e em Seu Templo, do Lugar Santíssimo, na manifestação que Ele terá por meio do Seu Anjo Mensageiro.

E morará também em cada um de nós em toda Sua plenitude, pois todos seremos transformados e teremos o novo corpo; e aí Deus morará em toda Sua plenitude, porque nós como indivíduos também somos um Novo Templo que Cristo esteve construindo. E nos constrói, vejam vocês, o lugar santo, também constrói o átrio, que é o corpo, e o lugar santíssimo é nossa alma. E quando tivermos o corpo físico e eterno, este Templo como indivíduo estará completo, e Deus morará nele em toda Sua plenitude, morará em cada em um de vocês e em mim também.

E no Corpo Místico de Cristo, que é Sua Igreja, este Novo Templo, morará também em toda Sua plenitude por meio da Sua manifestação final através do Seu Anjo Mensageiro.

E por isso Cristo estará velado e revelado por meio do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia, primeiro nas primícias do Espírito, e depois na plenitude do Espírito, que será estando no novo corpo; para por meio do Seu Anjo Mensageiro, Cristo em Espírito Santo, realizar certas coisas que não podem ser realizadas enquanto Seu Anjo Mensageiro estiver no corpo físico de carne sem estar transformado. Mas quando for transformado estará adotado. E um filho adotado é colocado nos negócios do seu Pai em toda sua plenitude; e o nome desse filho é tão bom como o de seu Pai.

Tivemos a adoção de Jesus dois mil anos atrás no Monte da Transfiguração; para o Último Dia teremos a adoção do Anjo do Senhor Jesus Cristo, e também dos escolhidos de Deus do Último Dia, e também de todos os Santos que partiram durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia. Ou seja, que todo o Corpo Místico de Cristo será adotado; e este Novo Templo será adotado. E este será o Templo que estará lá em Jerusalém com Cristo, e onde estará Cristo, e desde onde Cristo estará manifestado em Espírito Santo por meio da Sua manifestação correspondente ao tempo final, ao sétimo milênio.

Agora podemos ver como será que Jesus Cristo estará em Espírito Santo manifestado neste Novo Templo. Este Novo Templo está composto (por quem?) por seres humanos; e estará manifestado em vocês e em mim também; Ele estará manifestado em e através do Seu Anjo Mensageiro no sétimo milênio, em Seu Templo espiritual.

E as coisas que acontecerão quando Jesus Cristo estiver em toda Sua plenitude manifestado em Seu Anjo Mensageiro, serão como quando Jesus Cristo esteve aqui na Terra. E coisas que nunca os seres humanos imaginaram que podiam acontecer, acontecerão na manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo em toda Sua plenitude em Seu Anjo Mensageiro, quando for adotado o Anjo do Senhor Jesus Cristo.

Falará a Palavra criadora e serão vistos milagres que nunca antes na história da raça humana foram vistos; como a criação de partes do corpo que faltem para algumas pessoas, como um braço ou uma perna ou um olho ou coisas assim. Isso foi refletido, tanto no ministério de Jesus Cristo como no ministério do nosso irmão Branham, na Terceira Etapa, ou no que ele chama a Terceira Etapa, que é a etapa da Palavra falada, dessa Palavra criadora sendo falada.

E foi representado, o que acontecerá na adoção do Anjo de Jesus Cristo, foi representado nessas manifestações da Terceira Etapa, onde grandes milagres foram realizados, como a criação de esquilos em diferentes ocasiões; isso é um milagre nunca visto na história da raça humana. Mas quando Cristo mandou Seus discípulos atirarem a rede para a direita, não havia peixes, mas Cristo criou peixes e Pedro os pescou.

E agora, vejam vocês como para o tempo final, no tempo para a dedicação do Novo Templo para morada de Deus em Espírito Santo em toda Sua plenitude, grandes coisas acontecerão.

Encontramos que as cinco vezes que o precursor da Segunda Vinda de Cristo viu a mão poderosa de Deus manifestada, mostra o que será a manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo em toda Sua plenitude através do Seu Anjo Mensageiro quando estiver adotado. Isso será para essa ocasião.

Por isso em nosso tempo estamos na etapa da Palavra falada, para trazer a revelação divina do nosso tempo, para sermos chamados e juntados os escolhidos de Deus, e sermos preparados para sermos transformados, e assim sermos adotados no Reino de Deus, e Deus morar em nós em toda Sua plenitude. E assim ser dedicado a Deus este Novo Templo, e Deus morar neste Novo Templo, que é Sua Igreja, morar em toda Sua plenitude; e este Templo será adotado para o glorioso Reino Milenial e para toda a eternidade.

Por isso é que em Apocalipse, capítulo 21, encontramos que João viu aqui o Templo, o Tabernáculo de Deus. Diz: capítulo 21 de Apocalipse, versículo 1 em diante, diz:

“E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.

E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.

E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.”

Aqui podemos ver este Templo, este Tabernáculo de Deus, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, disposta como uma esposa ataviada para seu marido; este é o Tabernáculo de Deus com os homens.

Agora, podemos ver este Templo de Deus, no qual Deus morará em toda Sua plenitude pelo Milênio e por toda a eternidade.

Antes do povo hebreu ter um templo, não havia templo de pedras nem de madeira nem de peles, mas que o templo era o ser humano. Deus criou Adão como um templo para Deus; e Deus restaurará Seu Templo. E esse é o Novo Templo de Deus, que é Sua Igreja, a qual está composta pelos redimidos de Jesus Cristo, que têm Seus nomes escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro, desde antes da fundação do mundo.

Vimos “O NOVO TEMPLO”, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo; vimos como esteve sendo criado, construído esse Novo Templo.

E quem pertencem no Último Dia a este Novo Templo? Nós que vivemos neste tempo final.

Há muitas pessoas na América Latina e no Caribe que pertencem a este Novo Templo e não sabem; e por isso vem a Mensagem de Deus para este tempo final chamando e juntando Seus escolhidos, para colocá-los neste Novo Templo de Deus, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, e colocá-los na parte mais importante deste Templo, que é o Lugar Santíssimo do Templo espiritual do Senhor Jesus Cristo.

Onde estão sendo colocados os escolhidos de Deus no Templo de Deus? No Lugar Santíssimo deste Templo. E onde está se cumprindo a Era do Lugar Santíssimo, a Era da Pedra Angular, neste Último Dia no Templo de Deus? Está se cumprindo na América Latina e no Caribe.

Essa é a bênção grande que Deus deu à América Latina e ao Caribe. A bênção de Deus está sobre a América Latina e o Caribe, mesmo que algumas pessoas ainda não compreenderam; mas à medida que Deus vai revelando Seu Programa para este tempo final, milhares de pessoas vão conhecendo o Programa de Deus correspondente a este tempo para a América Latina e o Caribe, e vão recebendo a bênção que Deus tem para os latino-americanos e caribenhos neste Último Dia.

A América Latina e o Caribe têm a oportunidade para entrar e de entrar à terra prometida do glorioso Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

E eu estou sempre orando pela América Latina e o Caribe, e todos vocês também, para que a misericórdia de Deus seja estendida completamente sobre a América Latina e o Caribe, e entre a América Latina e o Caribe com seus habitantes no glorioso Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo, quando começar esse Reino depois da grande tribulação.

Para entrar no Reino Milenial depois da grande tribulação é preciso entrar no Programa de Deus correspondente a este tempo final, na Era da Pedra Angular. E na América Latina e no Caribe Deus está cumprindo a Era da Pedra Angular, está criando a Era da Pedra Angular, está criando o Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual com latino-americanos e caribenhos.

Foi para mim um privilégio muito grande estar com vocês nesta ocasião, dando testemunho do Novo Templo que seria construído, que seria criado por Deus, o qual é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

O salmista dizia que desejava, almejava, estar nos Átrios da Casa de Deus; mas agora, vejam vocês, os das eras passadas, das sete eras, estiveram mais dentro, estiveram no Lugar Santo da Casa de Deus, do Templo de Deus. E nós neste tempo, na América Latina e no Caribe, estamos no Lugar Santíssimo da Casa de Deus; esse é o lugar mais importante da Casa de Deus, do Novo Templo, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo; e esse é o lugar onde Ele nos colocou neste Novo Templo que Ele esteve construindo, e que neste tempo está construindo a parte mais importante com latino-americanos e caribenhos.

Que as bênçãos de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, correspondentes ao Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, sejam sobre cada um de vocês e sobre mim também, e chame os que faltam por chegar, que têm seus nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro, e se complete assim a construção do Templo espiritual de Cristo, e todos sejamos transformados e os mortos em Cristo ressuscitados, e depois vamos à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

Que Deus continue abençoando a todos, que Deus os guarde. E estarei novamente com vocês aqui, às 3:00 da tarde estaremos de regresso, e já às 3:30 estarei com vocês para continuar vendo o Programa Divino correspondente a nosso tempo, e estaremos vendo: “O RAPTO DA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO”, o rapto da Igreja, ou seja, o arrebatamento da Igreja do Senhor Jesus Cristo, ou seja, o arrebatamento deste Templo Novo que Cristo esteve construindo. À tarde nosso tema será: “O RAPTO DA IGREJA”.

Assim que orem para que Deus nos fale na tarde e nos deixe compreender todo o mistério do rapto ou arrebatamento da Igreja, ou seja, deste Templo do qual falamos nesta ocasião.

Que Deus continue abençoando a todos, que Deus os guarde; e deixo novamente conosco Félix Caro, diretor dos cânticos, para continuar e finalizar esta atividade nesta manhã, e ter um recesso, e depois regressar a este lugar.

Que Deus os abençoe e guarde a todos.

“O NOVO TEMPLO”.

[Revisão dezembro 2021]

Rolar para cima