Conferências

O Fim do Século e os Anjos da Colheita
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on skype
Share on email
Share on print

Descargas

Traduções

O Fim do Século e os Anjos da Colheita

Muito boa tarde amados amigos e irmãos reunidos aqui em Colina de Pedra, Guerreiro, na República Mexicana, para a dedicação deste lugar ou para a continuação das atividades neste lugar que Deus lhes proveu.

Recordem que as coisas grandes sempre começam pequeninas; como você começou no ventre de sua mãe: tão pequenino que o tinham que ver com microscópio, mas vejam que grande já está.

Assim podemos ver que as coisas de Deus começam em forma pequena. Vejam, o Reino de Deus começa em uma forma pequena; Jesus Cristo vindo, um homem simples, mas vejam já todos os milhões de filhos e filhas de Deus que já nasceram no Reino de Deus.

E vejam como essa Pedrinha que veio em Sua Primeira Vinda já é uma Família completa de milhões de pessoas que receberam Cristo como seu Salvador, lavaram seus pecados no Sangue de Cristo e receberam Seu Espírito Santo, e assim nasceram de novo; e são milhares ou milhões os que compõem essa Família que já têm seus corpos teofânicos.

E para este tempo final, com a Segunda Vinda de Cristo, a Vinda da Pedra não cortada por mãos, obteremos o corpo físico, incorruptível, imortal e glorificado, igual ao do nosso amado Senhor Jesus Cristo. E estará sobre a Terra a Família de Deus, os filhos e filhas de Deus, os descendentes de Deus por meio de Jesus Cristo, dos quais Cristo disse:

“Eis aqui, eu e os filhos que Deus me deu.”

Isso está por aí por Hebreus, capítulo 2, versículo do 1 ao 14, e também nos Salmos; São Paulo o cita também muito; e também diz:

“Anunciarei aos meus irmãos Teu nome.”

Agora vejam como Ele é nosso Pai, porque somos gerados por Cristo, pelo Espírito Santo, e obtemos o novo nascimento, nascemos como filhos e filhas de Deus; e Ele também é nosso irmão mais velho, porque Ele é o primeiro dessa Nova Criação.

E agora, vejam como tudo começou simples em Sua Primeira Vinda; e assim é para Sua Segunda Vinda, assim é o Reino de Deus: começa em forma simples sempre, mas vai crescendo, até que se forma um grande Reino.

Mas vejam o reino dos gentios: começou grande, uma cabeça de ouro, uma estátua gigante com cabeça de ouro, que foi o império babilônico, mas vejam, vai descendo de etapa em etapa. Desceu da cabeça de ouro ao peito e os braços de prata, o império (qual?) medo-persa; e depois desceu na terceira etapa ao ventre e as coxas de bronze, o império (o quê?) grego; e depois desceu às pernas de ferro com o império romano; e para este tempo final desce ao último, aos pés de ferro e de barro de oleiro; ou seja, os pés de ferro todos enlameados, cheios de barro.

Ou seja, que foi descendo e a cada dia esteve pior o reino dos gentios. Por isso é que a humanidade tem tantos problemas, porque a humanidade está vivendo sob o reino dos gentios. Mas quando Deus mudar esse reino, o tirar e colocar o Reino do Messias, o Reino da Pedra não cortada por mãos, já todas as nações, povos e línguas prosperarão, porque esse será um Reino de prosperidade.

Vejam vocês, é na cabeça de ouro na qual o Reino de Deus na atualidade está. A Igreja de Jesus Cristo se encontra na cabeça de ouro. Veio subindo até chegar à cabeça de ouro, que é a nossa etapa; e essa é a etapa que trará os mortos em Cristo ressuscitados, e nós seremos transformados, e iremos com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro. Também os hebreus entrarão nessa etapa da cabeça de ouro, porque eles entram na etapa da cabeça de ouro para o glorioso Reino de Cristo, do Messias; e o mundo inteiro no sétimo milênio entra na etapa da cabeça de ouro do Reino de Deus, da Igreja de Jesus Cristo.

Agora vejam, os pés de ferro e de barro de oleiro neste tempo final vão se desintegrar, porque com a Vinda da Pedra não cortada por mãos serão esmiuçados os pés de ferro e de barro de oleiro, e será tirado o reino dos gentios, e será estabelecido o Reino de Deus.

Apocalipse, capítulo 11, versículo 15 em diante, nos fala que os reinos deste mundo virão ser (de quem?) do nosso Senhor e do Seu Ungido, do Seu Cristo.

E agora, vejam como neste tempo final haverá uma mudança de reino: do reino dos gentios ao Reino de Deus.

Durante as demais etapas do reino dos gentios, pois se mudou no mesmo reino: da etapa da cabeça de ouro do império babilônico ao peito e os braços de prata, que foi o império medo-persa, mas no mesmo reino; houve uma mudança no mesmo reino. Mas neste tempo final haverá uma mudança do reino dos gentios ao Reino de Deus; e será para bênção dos seres humanos, para bênção da Igreja de Jesus Cristo, para bênção dos Santos do Antigo Testamento e do Novo testamento, e para bênção do povo hebreu, e para bênção de todas as nações que entrarão no Reino Milenial de Cristo.

Cristo, falando deste tempo final, nos disse na parábola do trigo e do joio, começando no versículo 30 em diante… São Mateus, capítulo 13, versículo 30 ao 43, diz:

“Deixem crescer ambos juntos (ou seja, o trigo e o joio, até quando?) até a ceifa; e por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.”

Depois, no mesmo capítulo 13, versículos 33 em diante, diz:

“Outra parábola lhes disse: O reino dos céus é semelhante ao fermento, que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo esteja levedado.

Tudo isto disse Jesus, por parábolas à multidão, e nada lhes falava sem parábolas;

Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a minha boca; publicarei coisas ocultas desde a fundação do mundo.”

Veja, coisas escondidas, ou seja, coisas que não estavam reveladas à raça humana, Deus disse no Salmo 78, versículo 2, que seriam faladas por parábolas: “Abrirei minha boca em parábolas; e declararei coisas escondidas desde a fundação do mundo.”

E nas parábolas de Jesus Cristo, Ele abriu coisas que declarou, coisas que estavam escondidas desde a fundação do mundo; como o trigo e o joio, aí está falando dos filhos de Deus (o trigo) e dos filhos do maligno (o joio).

E em muitas outras parábolas esteve falando coisas que estavam escondidas desde a fundação do mundo; Ele as falou com essas parábolas. E por isso as parábolas de Jesus Cristo são tão importantes, porque contêm mistérios escondidos desde a fundação do mundo, falados nessa forma, em parábolas, as quais não podiam ser entendidas pelas pessoas.

Mas chegamos ao tempo em que todas as parábolas devem ser entendidas. Os discípulos compreenderam muitas delas, mas outras não as compreenderam.

“Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.

E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem;

O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;

O inimigo, que o semeou (ou seja, que semeou o joio), é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

Mandará o Filho do homem os seus anjos…”

Vejam como diz que enviará Seus Anjos. E o Senhor Jesus Cristo também voltou a dizer em São Mateus 24, versículo 31: “E enviará Seus Anjos com Grande Voz de Trombeta, e juntarão os Seus escolhidos (ou seja, o trigo).” Os escolhidos dentre Sua Igreja entre os gentios, e os escolhidos do povo hebreu, que são 144.000 hebreus. E também recolherá os que fazem maldade; e os recolherão e os lançarão no forno de fogo; diz:

“… e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade.

E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes (ou seja, serão lançados à grande tribulação, onde é o choro e o ranger de dentes.”

Ou seja, que os Anjos do Filho do Homem têm um trabalho duplo: têm um trabalho a favor também dos escolhidos de Deus, para recolhê-los e colocá-los na Era da Pedra Angular, os escolhidos dentre os gentios e os escolhidos dentre os hebreus; mas também têm o trabalho com o joio, para os colocar no forno de fogo, ou seja, na grande tribulação.

“E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.

Então os justos resplandecerão como o sol no reino de seu Pai…”

Como resplandecerão? “Como o sol.” Como o Sol de Justiça. E como resplandece o Sol de Justiça? Jesus Cristo resplandece no Reino Milenial como Rei dos reis e Senhor dos senhores, porque Seu rosto como o sol representa Cristo como Rei dos reis e Senhor dos senhores.

E como nós vamos resplandecer no Reino do nosso Pai celestial? Como o sol, ou seja, como reis no Reino de Jesus Cristo, porque aí estaremos como reis. Vamos resplandecer como reis em Seu Reino.

E agora, vejamos em Apocalipse, capítulo 14, versículo 14 em diante, diz:

“E olhei, e eis uma nuvem branca, e assentado sobre a nuvem um semelhante ao Filho do homem, que tinha sobre a sua cabeça uma coroa de ouro, e na sua mão uma foice aguda.

E outro anjo saiu do templo, clamando com grande voz ao que estava assentado sobre a nuvem: Lança a tua foice, e sega; a hora de segar te é vinda, porque já a seara da terra está madura.

E aquele que estava assentado sobre a nuvem meteu a sua foice à terra, e a terra foi segada.”

Se realiza o que? A colheita, a colheita dos filhos e filhas de Deus.

“E saiu do templo, que está no céu, outro anjo, o qual também tinha uma foice aguda.

E saiu do altar outro anjo, que tinha poder sobre o fogo, e clamou com grande voz ao que tinha a foice aguda, dizendo: Lança a tua foice aguda, e vindima os cachos da vinha da terra, porque já as suas uvas estão maduras.

E o anjo lançou a sua foice à terra e vindimou as uvas da vinha da terra, e atirou-as no grande lagar da ira de Deus.

E o lagar foi pisado fora da cidade, e saiu sangue do lagar até aos freios dos cavalos, pelo espaço de mil e seiscentos estádios.”

E agora, essa é a colheita dos filhos do mal, que são colhidos e lançados no lagar da ira do Deus Todo-Poderoso.

E agora vamos ver quem é quem pisa nesse lagar. Apocalipse, capítulo 19, versículo… Para não ler muito vamos ler depois, do 11 em diante diz:

“E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça.

E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.

E estava vestido de veste tingida em sangue; e o nome pelo qual se chama é A Palavra de Deus.

E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro.

E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso.

E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores.”

Agora, podemos ver que Cristo, o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse, é quem pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso; e aí é onde foram lançadas as uvas que serão pisadas no lagar da ira do Deus Todo-Poderoso. E é Cristo, o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, quem pisa nessas uvas, pisa nesse lagar; e é o lagar da ira do Deus Todo-Poderoso.

Agora podemos ver que Deus falou que estas coisas acontecerão.

“O FIM DO SÉCULO E OS ANJOS DA COLHEITA”.

Isso é o que vemos aí, nas parábolas de Jesus em São Mateus, capítulo 13, versículo 30 ao 43; e também em Apocalipse, capítulo 14, versículo 14 ao 20; porque para o tempo final todas estas coisas estarão se realizando.

Aparecerá o sinal do Filho do Homem no céu, os Anjos da Colheita são enviados, têm que recolher o trigo, que são os filhos e filhas de Deus dentre os gentios e também do povo hebreu; porque essas pessoas são colocadas no planeta Terra para bênção; portanto, envia- esse ministério de bênção: o ministério dos Anjos do Filho do Homem com a Grande Voz de Trombeta chamando e juntando a todos os escolhidos de Deus.

E quando terminar esse trabalho entre os escolhidos de Deus dentre os gentios, e depois chame e junte os escolhidos do povo hebreu…, pois o chamado para os escolhidos, essa manifestação que verão os escolhidos do povo hebreu, ocorrerá um pouquinho antes da grande tribulação; e depois começará a grande tribulação, porque iremos daqui à Ceia das Bodas do Cordeiro; porque temos um compromisso com Deus, para estar com o Jesus Cristo em uma Ceia, e não vamos cancelar essa Ceia.

Em uma ocasião Jesus Cristo deu uma parábola: que o pai fez uma grande ceia de bodas ao seu filho, e mandou avisar os convidados; e começaram os convidados a dizerem: “É que me casei, e estou de lua de mel.” O outro dizia, o outro convidado: “É que comprei uma fazenda, e vou vê-la.” Seria que a comprou sem vê-la? Sempre as pessoas que não querem aceitar o convite de Deus dão desculpas.

Logo outro, quando foi o servo (um dos servos) a dizer: “A Ceia já está preparada, a festa de bodas já está preparada, e o senhor diz que venham à festa.” O outro disse: “Eu comprei uma junta de bois, e tenho que ir prová-la.” Comprou sem provar. Sempre buscam desculpas para não irem.

E então o Senhor se encheu de ira; porque tendo tudo preparado, e que “vai dar água” aí na festa[NT: Vai ter que cancelar a festa], isso não está bem. Ele disse: “Vão à saída dos caminhos e convidem e tragam todos os que encontrarem.”

Fizeram assim, e dizem ao senhor: “Veja, fizemos como nos disseste e trouxemos toda as pessoas, mas ainda há lugar.”

— “Pois vão e tragam coxos, mancos, de tudo; e que se encha minha casa.” Foram e fizeram assim, e se encheu a casa.

E agora há uma grande Ceia no Céu preparada, uma Ceia de Bodas; e estiveram sendo chamados e colocados na Casa de Deus; onde é a Ceia, a Igreja de Jesus Cristo, milhões de pessoas; e ainda há lugar. Por isso é que ainda o chamado e busca de pessoas para irem à Ceia das Bodas do Cordeiro está se realizando na América Latina e no Caribe.

E quando se completar o número dos escolhidos de Deus do Corpo Místico de Cristo, então os mortos em Cristo ressuscitarão, nós os que vivemos seremos transformados, e depois estaremos somente de 30 a 40 dias aqui. Não vamos estar muito, porque esse é um tempo para benefício do povo hebreu.

Nessa fase de 30 a 40 dias já transformados e os mortos em Cristo ressuscitados, a manifestação de Deus em toda Sua plenitude estará na Terra, essa Terceira Etapa estará em toda Sua plenitude manifestada; e será para a Noiva, será para a Igreja (ou seja, o resto do cristianismo, que não tem azeite em suas lâmpadas, as virgens fátuas), e será para os perdidos (que já não têm oportunidade).

Aí o povo hebreu verá o que estará acontecendo, e dirá: “Isto é e este é quem nós estamos esperando!” Como encontraram José? Entre os gentios verão nosso José, Jesus Cristo manifestado entre os gentios, no meio da Sua Igreja, no Último dia; e se agarrarão d’Ele. E a bênção passará dos gentios aos hebreus; mas iremos à Ceia das Bodas do Cordeiro.

E o juízo divino, a ira de Deus, cairá sobre os gentios durante a grande tribulação; e aí é onde o joio será queimado, os maus serão queimados. O reino dos gentios na etapa dos pés de ferro e de barro de oleiro, sob o governo e controle do anticristo, do homem de pecado, receberá esses juízos divinos; e será tirado o reino dos gentios na etapa dos pés de ferro e de barro de oleiro, para dar lugar ao Reino Milenial de Cristo.

Vimos as coisas que Cristo profetizou para este tempo final.

Agora, em que dia ou ano acontecerá totalmente o final de todo este Programa, ou seja, o chamado aos hebreus, e a ressurreição dos mortos em Cristo e transformação de nós os que vivemos, e arrebatamento ao Céu para ir à Ceia das Bodas do Cordeiro? Não sabemos; mas já estamos no chamado de todos os escolhidos de Deus; e estão sendo chamados e juntados e colocados no Corpo Místico de Cristo, na Era da Pedra Angular. E quando se completar o número dos escolhidos, então Cristo passa a essas outras etapas que tem que cumprir conforme às profecias bíblicas.

Assim que aproveitemos esta etapa onde ainda há misericórdia e bênção e lugar na Casa de Deus, para trabalhar na Obra de Cristo, e nossas vidas tê-las alinhadas com a Palavra de Deus, nossas vidas consagradas a Cristo; e trabalhando na Obra de Cristo, levando a Mensagem, para que entrem mais e mais à Casa de Cristo, à Casa de Deus, à Sua Igreja, porque ainda há lugar.

E essa é uma boa notícia que esses servos deram, a qual é boa notícia para todos os latino-americanos e caribenhos, que é onde se faz o chamado final e onde entram os últimos que entrariam na Casa de Deus.

Assim que Deus continue abençoando a todos, Deus os guarde e os continue usando grandemente em Sua Obra; e continue os prosperando grandemente neste lugar; e continue acrescentando mais e mais pessoas a este lugar; e se abram mais lugares neste lugar, nestes lugares próximos aqui, e em toda Acapulco, e em todo o estado de Guerreiro, e em toda a República Mexicana, porque ainda há lugar.

Que Deus os abençoe e os guarde, e deixo novamente conosco o jovem José Benjamim Pérez para continuar.

Deus os abençoe e guarde a todos.

Eu não sei se têm um cântico por aqui.

[CORTE] … que é nosso Pastor, e é o Senhor do Antigo Testamento, o Pastor do povo hebreu.

[Cântico à capela: “Jeová me pastoreia”].

Vamos com Ele até o fim, e seremos transformados; e iremos à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu.

Que Deus os abençoe e guarde a todos.

“O FIM DO SÉCULO E OS ANJOS DA COLHEITA”.

[Revisão janeiro 2022]

Rolar para cima